Mensagem

Universal é recebida por um dos povos mais antigos das Américas

A tribo indígena dos zapotecas já foi uma grande civilização, por volta do ano 500 antes de Cristo (a.C.) – eles vivem ao sul do México desde 1000 antes de Cristo (a.C.), aproximadamente.

Foram um dos primeiros povos americanos a desenvolver a escrita e construíram uma imponente cidade, chamada Monte Albán, formada por pirâmides, construções trabalhosas e estádios para a prática esportiva. Porém, tempos mais tarde, outro povo tomou a cidade e os zapotecas se espalharam pela região.

Atualmente, essa comunidade indígena sofre com a miséria e as dificuldades de sobrevivência. Por esse motivo, a apresentadora Rocío Sánchez Azuara, da TV Azteca, que conhece e admira muito do trabalho da Universal no país, pediu ajuda em favor de uma comunidade zapoteca que habita a região da Serra do Sul, no município de Santa Maria Quiegolani, no estado de Oaxaca (veja o mapa).

Mexico.690x460Assim, no dia 27 de fevereiro último, o trabalho começou às 5 da manhã para levar o auxílio. Um caminhão partiu da Universal de Tacubaya, na capital, Cidade do México, até Santa Maria Quiegolani para levar uma massiva doação (que contou com a colaboração de toda a Universal do México), contendo cerca de 20 toneladas de alimentos para suprir as necessidades da comunidade e cobertores, pois o frio na região serrana é rigoroso. Um trajeto de 19 horas percorrido em um ambiente muito desafiador e repleto de estradas de terra.

Quando chegaram à comunidade, os voluntários foram recebidos com muito carinho pelos habitantes zapotecas. Uma banda local expressou a felicidade daquele momento e a comunidade preparou uma refeição – com o pouco recurso que tinha –, composta por arroz, frango, tortilha de milho azul e água saborizada com uma abóbora chamada “Chilacayote” (abóbora-chila) para receber os visitantes.
A deputada federal Eufrosina Cruz Mendoza, conhecida por apoiar os indígenas no México, recepcionou os voluntários e entregou aos representantes da Universal um artesanato como símbolo de gratidão pelo apoio.

IMG_0115.619x361Em todo o país, aos domingos, um trabalho de ajuda e evangelização é promovido em outras comunidades indígenas também, como, por exemplo, nas cidades de Iztepec, Huehutla e Paraíso – nesses locais os idiomas comuns são totonaco, toxtla e nahuatl, além do espanhol. São mais de 200 indígenas que participam dos encontros semanais.

De acordo com o bispo Paulo Roberto Guimarães, responsável pela Universal no México, o intuito do trabalho evangelístico é ajudar essas pessoas, independentemente da posição social, da cultura ou da religião, para que elas tenham uma vida digna. Com palavras de fé e esperança, todos aprendem que ninguém nasceu para sofrer e que é possível ser feliz – basta crer no Senhor Jesus e agir de maneira inteligente. Cruzar os braços e esperar que a situação se agrave não é uma opção.
Ao final, todos os zapotecas perceberam, com a presença da Universal, que não estão sozinhos, que há esperança para o fim de suas dores.

Confira abaixo a galeria de fotos e o vídeo sobre a ação social na comunidade indígena:

bispomacedo.pt

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 comentário

Manuela Responder 1 Abril, 2015 às 5:14

me da tanto gusto y me hace muy feliz Mirar estos mensajes y mas de mo gente mexucana. Dios bendiga abundantemente. Todo el trabajo de la universal la casa de nuestro Señor Jesucristo amen