Mensagem

Acomodação? Não!

Deus só pode contar com os revoltados, tais como Moisés. Deus contou com Moisés enquanto este foi revoltado, pois, quando ele se tornou um homem manso e se acomodou, Ele substituiu-o por Josué. Afinal, Deus tem um objetivo e os seus objetivos têm que ser alcançados. Ele quer que você faça a sua parte, mas se você tomar a decisão de se acomodar ao invés de se revoltar, Ele não vai obrigá-lo e vai respeitar, porque lhe deu livre arbítrio. No entanto, vai substituí-lo por outra pessoa e foi o que aconteceu com Moisés e o profeta Elias.

Elias levou o povo ao desafio, pedindo água e um boi como sacrifício. E o povo que estava na miséria, que não tinha água nem o que comer, aceitou o desafio. Elias orou e Deus fez chover fogo. Esse mesmo homem, mais tarde, acomodou-se, e Deus falou uma, duas, três vezes, mas, a certa altura, chegou ao limite. Então, Deus disse a Elias: “sai”; e ele não quis sair; depois, disse “volta” e ele não quis voltar; por fim, disse, “vai” e ele não quis ir. Deus não o obrigou, mas substituiu-o por Eliseu.

E você pergunta: “o que é que isso tem a ver comigo?”. Tem tudo a ver! Deus trouxe-o até ao CdAE e aqui Ele tem-lhe ensinado e revelado que a Sua Vontade é a de que você tenha uma vida boa, agradável e perfeita. Ele diz para si: “sai dessa situação, da acomodação e volta à prática da fé”. Se Ele diz: “vai, porque Eu sou contigo; Eu estou contigo, não temas; o que importa é agora”. E, mesmo assim, você não quer, não acredita, então, Deus vai substitui-lo. Ele quer que você e eu voltemos à prática da fé, não por imposição, mas pela fé.

No livro de 1 Reis, no capítulo 19, versículo 19, está escrito: “Partiu, pois, Elias dali e achou a Eliseu, filho de Safate, que andava lavrando com doze juntas de bois adiante dele…”. Ele, Eliseu, era um empresário da época, mas, mesmo sendo rico, era revoltado e um homem de Deus. “… ele estava com a duodécima. Elias passou por ele e lançou o seu manto sobre ele.”(1Rs19.19). O manto representa a autoridade, a unção. Muitas pessoas no momento da oração e do desafio esquivam-se, querem as bênçãos, os milagres e os problemas resolvidos, mas sem compromissos. Não foi este o caso de Eliseu, quando Elias lançou a capa, ele aceitou, agradeceu e revoltou-se. Ele não estava acomodado, era rico economicamente, mas, principalmente, espiritualmente, estava revoltado e aceitou o desafio.

Então deixou este os bois, correu após Elias…”(1Rs19.20) e pediu-lhe um minuto, porque já sabia o que tinha de fazer. Foi a casa, cumpriu com o primeiro mandamento (“honrarás pai e mãe”) e disse: “…Deixa-me beijar a meu pai e a minha mãe e, então, te seguirei.” (1Rs19.20). Afinal, quando a pessoa é de Deus é equilibrada, faz as coisas como têm de ser feitas, não como sente ou acha, mas como Deus quer e manda.

…Elias respondeu-lhe: Vai e volta…” (1Rs19.20). Ou seja, você deve fazer o seu voto, mas cumpri-lo depois. Se você fez um voto de que iria estudar, então estude, e não pode desistir por causa dos obstáculos, da oposição. Elias ainda disse: “…Vai e volta; pois já sabes o que fiz contigo” (1Rs19.20). Ele fez um desafio, sem falar nada, lançou a capa e Eliseu aceitou.

Voltou Eliseu de seguir a Elias, tomou a junta de bois, e os imolou, e, com os aparelhos dos bois, cozeu as carnes, e as deu ao povo, e comeram.” (1Rs19.21). Quando você e eu desafiamos, quem é beneficiado? Você e a obra de Deus são beneficiados e o povo “come” o seu testemunho, o seu exemplo. Mas será que você está a alimentar a sua esposa? Será que ela está a alimentar os seus filhos? E eu não estou a falar de comida, mas estou a perguntar se está a alimentar o seu casamento e a educação dos seus filhos, sendo um pai presente e um exemplo a seguir? Será que está alimentar a sua posição de cristão? Vencendo as suas lutas interiores, amadurecendo, crescendo e desenvolvendo a sua salvação? São estas perguntas que você tem de responder, porque a resposta é sua. Eu, como seu Bispo, não posso aceitar o facto de o receber aqui na Igreja e apenas procurar resolver alguns dos seus problemas, quando o seu maior problema se chama ACOMODAÇÃO. Aqui não existe acomodação, pois aqui você encontra pessoas a dizer: “desembainhe a sua espada e levante o seu escudo. Vamos, você vai vencer! Deus está connosco”.

Quando Elias perguntou o que Eliseu queria, este não queria dinheiro, porque se fosse isso tinha ficado com os seus 72 bois. O que ele queria nem o pai nem a mãe lhe podiam dar, pois, ele queria duas vezes mais do que Elias tinha, que era a unção. Ele sabia o que queria e o que ele queria era de Deus, por isso, ele tinha de fazer a sua parte.

BISPO_MENSAGENS

Por seu servo em Cristo,
Bispo Júlio Freitas
bispojulio.com

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sem comentários

Maria Teresa Gonçalves Responder 7 Setembro, 2010 às 12:47

Eu já estou revoltada!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Eu acredito na minha resposta.

“Tudo posso naquele que me fortalece”…

Vamos sair da ACOMODAÇÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

barbara Responder 15 Setembro, 2010 às 9:38

Bom dia sr.bispo
Muito forte essa palavra!
Não podemos nos acomodar e ver o tempo passar e sim devemos ser revoltados
querer mais e mais de Deus e nunca nos contentar-mos com a situação
Ser que nem Eliseu, um revoltado, que mesmo com uma boa situação de vida largou todo e aceitou o desafio!

edenice couto Responder 17 Setembro, 2010 às 13:10

AMEI ESTA PALAVRA ESTOU NA FÉ A REVOLTA JA FAZ PARTE DA MINHA VIDA.