Mensagem

As 3 maiores injustiças

Qual é a 1ª e maior injustiça que há no mundo?

Rejeitar o Senhor Jesus que veio e se ofereceu por mim e por você para que fossemos salvos.

Pessoas de todas gerações e sociedades parecem determinadas a criar os seus próprios esquemas de Salvação. Alguns negam Deus e, portanto, não admitem o pecado nem a necessidade de Resgate Divino. Outros aceitam a ideia de que um Ser superior deve intervir, mas divergem na identificação desse “salvador”. Mas será que poderemos ser salvos sem Cristo?bjf13_post

A Bíblia responde com um inequívoco NÃO! Jesus é indispensável no plano de Deus para a Salvação.

Este Jesus é pedra rejeitada por vós, os construtores, a qual se tornou a pedra angular. E não há Salvação em nenhum outro; porque abaixo do Céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” (Atos 4.11-12)

Quando o ser humano rejeita o Senhor Jesus, recusa O presente, A oferta de Deus para o salvar, fortalecer e fazer dele um filho de Deus.

Esta é a primeira e maior injustiça: que o Senhor Jesus seja rejeitado como Deus. A pessoa não aceita o Senhor Jesus como seu Senhor e Único e Suficiente Salvador.

Qualquer pessoa que rejeita Deus é um néscio. A Bíblia diz em Salmos 14.1:

Diz o insensato no seu coração: Não há Deus. Corrompem-se e praticam abominação; já não há quem faça o bem”

Mas este quadro pode ser mudado, quando a pessoa, e somente ela, fizer justiça e aceitá-Lo. Já que o Senhor Jesus merece ser aceite e servido por si, por mim, por todos nós, pois Ele Foi, É e Sempre Será Perfeito.

Se a pessoa aceitar o Senhor Jesus como seu Senhor e Único e Suficiente Salvador e decidir entregar a sua vida a Deus de corpo, alma e espírito será perdoada.

João Batista apresentou Jesus como “o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” (João 1.29). Esta foi a introdução certa ao trabalho de Jesus na pregação das boas-novas da Salvação. Em várias ocasiões, Ele exerceu o Seu poder para perdoar pecados, ressaltando que a Sua cura era espiritual, e não meramente física. Jesus abertamente afirmou a Sua importância no plano de Deus: “Eu Sou o Caminho, e a Verdade, e a Vida; ninguém vem ao Pai senão por Mim” (João 14.6).

Lembre-se que o Senhor Jesus veio para perdoar, para salvar e não para condenar. Se você adulterou, mentiu, prostituiu-se, drogou-se, fumou…, e se por ignorância praticou a idolatria, a feitiçaria, a magia, blasfemou, falou coisas horríveis sobre os servos de Deus, deixou-se influenciar pelos seus sentimentos, pensamentos, pessoas mal intencionadas, se confessar os seus pecados e erros, Deus remove toda a culpa.

Deus faz Justiça quando praticamos a Justiça! Devemos aceitar Jesus como nosso Salvador de acordo com as Suas condições. Já que ao reconheceremos que Jesus é um Vivo e Ativo Salvador, devemos ser obedientes a Sua Palavra.

Resumindo: O papel de Jesus como Salvador não terminou quando deixou esta Terra. Ele foi exaltado para dominar como Rei sobre todos, possuindo todo o Poder ou Autoridade.

E, tendo sido aperfeiçoado, tornou-se o Autor da Salvação Eterna para todos os que lhe obedecem” (Hebreus 5.9)

Bispo Júlio Freitas
juliofreitas.com

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *