Mensagem

As 7 frases de Cristo na Cruz (VII)

Esta foi a última frase do Senhor Jesus na Cruz do Calvário. Aqui, Ele mostra a Sua total dependência de Deus. É bom notarmos que, o “Perfeito Sacrifício” envolve Corpo, Alma e Espírito. Seguindo este princípio, tomamos como exemplo o nosso Jesus, no Getsêmani, quando Ele diz: “A minha alma está profundamente triste até à morte…” (Marcos 14.34)

A Alma representa o sentimento e o Mestre, ali, venceu os Seus sentimentos e emoções. A partir do momento em que Ele foi preso, sofreu no Corpo com as chicotadas, os flagelos, as bofetadas, a coroa de espinhos, os pregos e, depois, entregou o Espírito, com a consciência tranquila de que já tinha feito tudo e o resto cabia a Deus. Assim acontece com quem quer sacrificar por um objectivo.

Primeiro: tem que vencer os sentimentos, como o medo, renunciando as suas próprias vontades, para fazer a de Deus: “…não se faça a minha vontade, e sim a tua.” (Lucas 22.42)

Segundo: trabalhar com todas as forças como está escrito: “Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças.” (Eclesiastes 9.10)

Terceiro: Quando isto é feito, então, a consciência (espírito) fica tranquila, com a certeza de que se fez o máximo e Deus, por Sua vez, fica na obrigação de cumprir aquilo que prometeu.

Por seu servo em Cristo,
Bispo Júlio Freitas
bispojulio.com

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *