Mensagem

As “duas pernas” do Justo

asduaspernasdojustoQuem se apoia numa só perna, cedo ou tarde, vai-se cansar, desequilibrar e, eventualmente, cair…

Ele ficou de pé… e teve a coragem de fazer o que dificilmente algum ser humano teria: questionar a Deus!

“Longe de Ti o fazeres tal coisa, matares o justo com o ímpio, como se o justo fosse igual ao ímpio; longe de Ti. Não fará justiça o Juiz de toda a terra?”

(Gn 18.25)

Dizia Abraão a Deus o que pensava sobre o que Ele estava prestes a fazer: destruir Sodoma e Gomorra.

Ele teve a ousadia, a intrepidez e a coragem de ficar de pé e perguntar se Deus estaria mesmo prestes a destruir o Justo, juntamente com o ímpio.

E por que motivo teria Abraão falado com Deus daquela maneira? Porque, ele mesmo, também era Justo! E se ele, sendo um homem pecador, falho, mas justo, sabia discernir o que estava para acontecer… quando mais o Senhor.

Mas, o que seria ser justo diante do Senhor? A exemplo de Abraão, era viver a Fé-Consciente e Sacrificial, acompanhada de revolta! A vida de Abraão foi acompanhada de sacrifícios!

Minutos antes, Abraão acabara de receber a notícia da parte de Deus de que dali a 1 ano seria pai, e, ao invés de estar a exultar de alegria, de estar em ambiente de comemoração, tudo o que Abraão pensava era “… mas eu sou Justo… como posso pensar em comemorar a minha vitória se sei que o meu sobrinho e a sua descendência será toda queimada viva juntamente com os ímpios?”…

Esta é a dor, a revolta que está no coração do homem e da mulher de Deus, dos servos do Deus-Vivo, pois eles vivem na Fé-Sacrificial e na Revolta! Estas eram as duas pernas que mantinham Abraão de pé diante de Deus! Ou seja, não bastava a Fé, era necessária a Revolta! Pois uns mantêm-se equilibrados sobre uma destas pernas, mas apenas o conseguem durante algum tempo, pois rapidamente tropeçam e caem, já que uma não se sustenta sem a outra!

Tal como a Fé-Sacrificial, a Revolta tem que ser exercitada, ela não pode esmorecer. E foi, precisamente, isso que Abraão fez: ele não permitiu que a sua Revolta esmorecesse! E ele sabia bem o que estava a fazer, pois não era um rapazinho imaturo e sim um senhor com 100 anos de idade!

Sodoma e Gomorra estava condenada e Abraão, nos momentos que antecediam esta destruição, colocou-se de pé, diante do Senhor, para interceder pelo Justo, facto que revelou que ele não estava coxo e sim que estava bem equilibrado nas suas duas “pernas”: a Fé-Sacrificial e a Revolta!

E você, como está? De pé ou coxo na Fé?

Deus é contigo e eu também

Bjf

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *