Mensagem

De que devemos fugir?

wolf sheep iurd bispo julioDeus manda-nos fugir de 3 coisas, e não, estas coisas não são os problemas, os incrédulos e nem os demónios. Deus manda que fujamos, sim, do fingimento, dos hipócritas e do pecado!

Veja se não é verdade:

“Tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o Poder. Foge também destes”. (2 Tm 3.5)
“Foge, outrossim, das paixões da mocidade. Segue a justiça, a fé, o amor e a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor”. (2 Tm 2.22)

Acautelai-vos (evitai) dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores. (Mateus 7:15)

Não devemos, de forma alguma, aceitar fingir ser alguém que não somos, como afirma o Espírito Santo no Texto Sagrado. Infelizmente, existem pessoas que têm aparência de piedade, de pessoas que creem em Deus e nas Suas Promessas, que são da fé-inteligente, fortes, corajosas, mas, quando são colocadas à prova, são reprovadas, pois negam-se a cumprir os Mandamentos.

Aqui estão alguns exemplos:
– Quando tentados, caem com a desculpa de que a tentação foi muito “forte”, quando o Espírito Santo disse que:

“… Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar”. (1Co 10.13)

– Quando devem assumir a sua fé-inteligente no Único Deus-Vivo, intimidam-se e escondem-se. Quando o Senhor Jesus disse que: “Se uma pessoa afirmar publicamente que pertence a Mim, Eu também, no Dia do Juízo, afirmarei diante do Meu Pai, que está no Céu, que ela pertence a Mim”. (Mt 10.32)

– Quanto superam dificuldades, alcançam os seus objetivos ou realizam os seus sonhos, esquecem-se de dar graças e glória ao Deus que os Abençoou:

“Ora, Aquele que dá semente ao que semeia e pão para alimento também suprirá e aumentará a vossa sementeira e multiplicará os frutos da vossa justiça, enriquecendo-vos, em tudo, para toda generosidade, a qual faz que, por nosso intermédio, sejam tributadas graças a Deus.” (2Co 9.10-11)

– Mas, quando os problemas se multiplicam, os objetivos não são alcançados e os sonhos parecem a cada dia mais distantes, estas mesmas pessoas logo atribuem a Deus a sua frustração, infelicidade e vergonha, como se Deus não Se interessasse pelo seu bem-estar e realização, quando o Senhor Jesus disse que:

“Eu disse a Deus, o SENHOR: “Tu és o meu Senhor; tudo o que tenho de bom vem de Ti. Como são admiráveis as pessoas que se dedicam a Deus! O meu maior prazer é estar na companhia delas. Aqueles que correm atrás de outros deuses trazem muito sofrimento para si mesmos”. (Sl 16.2-4)

– Quando colocados à prova, porque Deus prova-nos para que saibamos onde está o nosso coração e a que nível está a nossa confiança, e se a nossa fé está pura ou contaminada:

“… porquanto o SENHOR, vosso Deus, vos prova, para saber se amais o SENHOR, vosso Deus, de todo o vosso coração e de toda a vossa alma. Andareis após o SENHOR, vosso Deus, e a Ele temereis; guardareis os Seus Mandamentos, ouvireis a Sua Voz, a Ele servireis e a Ele vos achegareis”. (Dt 13.3-4)

– Quando chega o dia e hora de mostrar esta força e coragem, por meio do sacrifício voluntário para Deus, o que mostra é fraqueza, por meio da insegurança e timidez, por meio do egoísmo.

– Se quisermos tomar posse da vida Abundante que o Senhor Jesus veio trazer, então, temos que mostrar a nossa fé-inteligente por meio de uma entrega total, 100% no Altar do Deus-Vivo, por meio do sacrifício-voluntário.

Veja:

“Mas alguém dirá: Tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me essa tua fé sem as obras, e eu, com as obras, te mostrarei a minha fé”. (Tg 2.18)

É impossível mostrar fé sem sacrifício-obras, porque a fé é abstrata. Mas, quando sacrificamos-voluntariamente para o Deus-Vivo, que nada precisa, mas pede o nosso sacrifício para que saibamos quem realmente somos e em quem realmente confiamos, Ele vê a nossa fé por meio das obras, pois elas materializam a nossa fé.

Se queremos ver o que nunca vimos de Bom, Agradável e Perfeito, como Prometido por Deus, precisamos de ter a consciência que Deus também Quer Ver, ao Vê-lo a usar a sua fé-inteligente como nunca Viu.

“Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande galardão. Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a Vontade de Deus, alcanceis a Promessa”. (Hb 10.35-36)

É o chamado: toma lá, dá cá!

Bispo Júlio Freitas

Bispo Júlio Freitas
juliofreitas.com

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sem comentários

Ana Cristina (FJE Alvalade, Lisboa) Responder 20 Janeiro, 2014 às 12:23

Boa tarde senhor bispo!
Esta mensagem despertou mais ainda a minha fé.
E realmente como poderá uma pessoa mostrar a sua fé sem obras-sacrificio,se uma fé sem obras é morta?Essa pessoa está morta espiritualmente.
E como poderá uma pessoa morta agir a fé? Impossível.
Na verdade temos de vigiar e fugir daqueles que são lobos no meio dos cordeiros.
Se estamos vivos hoje é por causa do sacrificio.
Obrigado por esta mensagem.