Mensagem

De quem você vai fazer a vontade?

vozes

Durante a caminhada em direção a uma vida plena com o Senhor Jesus, sempre vamos nos deparar com um conflito de interesses e vontades no nosso interior

Existe uma verdadeira batalha entre fazer a Vontade de Deus ou a nossa vontade pessoal… até o próprio Senhor Jesus passou por isso, como podemos ver no Evangelho de João 6.38:

“Porque Eu desci do Céu, não para fazer a Minha Própria Vontade, e sim a Vontade Daquele que Me enviou.”

Uma vez que veio à terra como um ser humano, Jesus também teve de discernir entre a vontade da carne e a Vontade de Deus. Por isso, até que ponto isso seria diferente para cada um de nós?!?

É necessário entender que a sua vontade quase sempre será contrária à Vontade de Deus, por exemplo:

  • O corpo quer dormir mais, mas a Voz de Deus lhe diz que é necessário levantar-se e ir para a reunião;
  • O coração não quer deixar o sentimento de bem-estar proporcionado por certas amizades, mas a Voz de Deus lhe mostra que as mesmas não são do Seu agrado e impedem-no a si de se aproximar d’Ele;
  • A voz da carne, do ego, do “eu”, não lhe deixa entregar-se a Deus por inteiro, sacrificando a sua vontade pessoal, temendo passar pela privação dos prazeres desse mundo que lhe conduzem à perdição eterna.

Já a Vontade de Deus é de que você salve a sua alma e o máximo de pessoas possível.

Pouco antes, Jesus deixa bem claro o porquê de termos de escolher e o que ganhamos, espiritualmente falando, ao optar pela Vontade de Deus e não pela nossa:

“Todo aquele que o Pai Me dá, esse virá a Mim; e o que vem a Mim, de modo nenhum o lançarei fora.”

(João 6.37)

Ao direcionarmos as nossas vidas rumo ao Senhor Jesus, cumprindo a Vontade do Pai, de maneira alguma seremos rejeitados ou desprezados por Ele. E é isso que acontece com aqueles que se abstêm do mundo para se encherem das coisas de Deus, durante o Jejum de Daniel. A pessoa deixa de satisfazer a vontade da carne e passa a se dedicar 100% em entender e praticar a Vontade de Deus, aproximando-se d’Ele a cada dia, a exemplo do que fez Abraão:

“Ora, disse o SENHOR a Abrão: Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei (…) Partiu, pois, Abrão, como lho ordenara o SENHOR…”

(Génesis 12.1 e 4)

Ele abriu mão de tudo e de todos para cumprir a Vontade de Deus para a sua vida, foi obediente à Voz de Deus e se tornou Seu amigo, foi o “pai da Fé”. O mesmo acontece com aqueles que sacrificam e abdicam das suas vontades pessoais para realizar a Vontade de Deus.

Pr. Michael Costa – IURD Letónia

Bjf

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *