Mensagem

É errado celebrar o Natal?

SATANISMO NO “ESPÍRITO NATALÍCIO”

A simbologia do velhinho de barbas brancas, que tira o foco do mundo…

“Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns se apostatarão da Fé. Por obedecerem a espíritos enganadores e a ensino de demónios.”

(1 Timóteo 4.1)

É um velhinho corado, rechonchudo, de barba branca e que traz às costas uma sacola cheiiiiaaaa de presentes, falamos do ícone do Natal, o conhecido Papai Noel (português do Brasil) ou Pai Natal (português europeu), cognome de S. Nicolau, em quem a imagem do pai natal se baseia.

O santo, tido como acolhedor dos pobres e principalmente das crianças carentes, era comemorado no dia 25 de Dezembro… ele usava roupas verdes… e o seu traje de roupa vermelha tratou-se apenas de um golpe publicitário da conhecida marca Coca-Cola, em 1886 (por causa disso, a decoração de natal é habitualmente verde e vermelha). O mundo inteiro, então, adotou o velhinho bondoso que dá presentes às criancinhas pobres.

PORQUÊ COMEMORAR O NATAL COM A CEIA DA MEIA NOITE?

Porque é um ritual aos deuses pagãos:

  1. Dia 24, a ceia da meia noite, trata-se, na verdade, da adoração à mãe-lua (Semíramis – Astarote, referida em Juízes 2.13, 1 Reis 11.5)
  2. Dia 25, almoço de Natal: adoração ao deus-sol Tamuz (Baal) (Ezequiel 8.14 e 16, 2 Reis 10.19).

Na antiguidade caldaica, dia 25 de dezembro era o dia da criança, o dia do nascimento de Tamuz, (deus sol, Ez. 8.15 e 16). A noite anterior, até à meia-noite, era da “mãe lua”. É em honra a Semíramis que hoje existe a ceia de Natal na véspera e no dia seguinte o almoço, como culto ao deus-sol e à deusa-lua. Em Israel, Semíramis é Astarote e Tamuz é Baal e, no Egito, ele é Hórus, deuses adorados por Jezabel.

Por meio das suas artimanhas e da sua astúcia, Semíramis converteu-se na “rainha dos Céus” dos babilónicos, e Ninrode, fundador da torre de Babel e que era neto de Noé, converteu-se no “divino filho do céu”. Por gerações neste culto idólatra, Ninrode era tão perverso que se casou com a sua mãe, Semíramis. Depois da sua morte prematura, a sua mãe-esposa, para evitar confusões, disse que ele não tinha morrido, apenas voltara para o seu lugar de origem.
 Pouco tempo depois, Semíramis descobre que está grávida. Mas isso não é possível, afinal, o seu filho-marido está morto. Ela mente novamente para encobrir o seu adultério, dizendo que o espírito de Ninrode, o “espírito de deus”, a engravidara. Semíramis chama o seu filho de Tamuz, e, para continuar o engano, ela diz que ele é o próprio Ninrode. Daí surge a primeira ideia reencarnacionista (Tamuz é mencionado na Bíblia em Ezequiel 8.14-18).

PORQUE SE COMEMORA NO DIA 25 DE DEZEMBRO?

Constantino e a influência do maniqueísmo (que identificava o Filho de Deus com o sol) levaram aqueles pagãos do século 4° a adaptarem a sua festa do dia 25 de dezembro (dia do nascimento do deus sol), dando-lhe o título de dia do natal (nascimento) do “filho de deus”.
Jesus não nasceu a 25 de dezembro: Quando é que Ele nasceu? Havia naquela mesma comarca pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho. Isto jamais poderia acontecer na Judeia durante o mês de dezembro: 
Os pastores tiravam os seus rebanhos dos campos em meados de outubro e (ainda mais à noite) os abrigavam para protegê-los do inverno que se aproximava, do tempo frio e das chuvadas, o que tornava impossível a permanência deles no campo. É também pouco provável que um recenseamento fosse instaurado na época de chuvas e frio (Lucas 2.1).

ÁRVORE DE NATAL

É claramente um símbolo Pagão. Os seus ramos simbolizavam a volta da primavera e do verão, trazendo o sol. Quando Tamuz morreu, enquanto a sua mãe ainda vivia, diz a lenda que o seu corpo foi esquartejado e os pedaços enviados para diferentes partes. 
Então, a sua mãe ordenou uma busca pelos pedaços para recompor o corpo do filho.
 Esta busca demorou quarenta dias, ao final dos quais ela se colocou sobre o corpo do morto e o fez ressuscitar. Então, mais tarde foi instituído o uso do pinheiro na comemoração do nascimento de Tamuz, o qual era um símbolo de ressurreição. Diz-se que os adoradores do deus-sol ofereciam sacrifícios humanos – os corpos de pessoas que não estavam em harmonia com a sua religião. Essas eram degoladas, e as suas cabeças eram penduradas no pinheiro da festa em honra a Tamuz. Pouco a pouco, o paganismo foi-se difundindo e, hoje, muitos crentes já adotaram a “ceia” e a “árvore de natal” nas suas igrejas, influenciando a maioria dos evangélicos a adotarem o Natal e os seus símbolos pagãos.

O PRESÉPIO

Nesse falso sistema babilónico, “a mãe e a criança” ou a “virgem e o menino” (isto é, Semíramis e Ninrode revivido) transformaram-se em objetos principais de adoração. Esta veneração da “virgem e o menino” espalhou-se pelo mundo afora nos nossos dias, mudando de nome em cada país e língua. Em parte nenhuma das Escrituras é mencionado qualquer culto a Maria, nem qualquer mandamento que o exija. Jesus é chamado na Bíblia de “O Filho do Homem”, o título de “Filho de Deus”, o seu Nome Divino (Mt 20.18). Deus é Patriarcal e não Matriarcal. Jesus, sendo Deus se fez Homem no útero de uma mulher, pois isso seria a prova da Sua humildade e humanidade, pois só assim cumpriria a Sua Missão Salvadora. No entanto, isso não faz de Maria mãe de Deus. Inclusive, a própria reconheceu o Senhor como o seu Senhor e Salvador:

“A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegrou em Deus, meu Salvador.”

(Lucas 1.46,47)

A GUIRLANDA

Em formato de um sol (coroa verde adornada com fitas e bolas coloridas). Simboliza o “deus sol”. Esta tornou-se a Trindade Profana: Ninrode, pai; Semíramis, mãe e Tamuz, o filho. Após a destruição de Babel, o povo de Ninrode começou a migrar pelo mundo, conquistando outros povos e ensinando-lhes as suas crenças pagãs. Da Babilónia, eles vão para a Pérsia.
Agora, Ninrode, Semíramis e Tamuz, são uma trindade, algo inconcebível de pensar.

Biblicamente falando, a verdadeira Trindade é o Pai (Deus), Filho (Jesus) e o Espírito Santo. Fica, agora, mais fácil ver o engano católico e perceber o disfarce demoníaco: Na visão católica romana diz que Deus tem uma mãe e que nasceu antes dele e o criou: ”santa Maria mãe de deus”. A visão que coloca a mulher como senhora “mãe de deus”. 
As biografias dos deuses mitológicos e deusas são semelhantes e estão todos interligados a uma só deusa e um só deus satânicos. Quando os templos de Isís (Semíramis) foram transformados em igrejas cristãs, Isís, com o seu bebé Hórus no colo, foi transformada na “virgem” Maria com o menino Jesus.

Na visão teológica matriarcal, o filho era sempre a figura infantil e impotente nos braços da imagem da mãe toda poderosa, que protegia o seu filho do mal. Quando Tamuz morreu, Semíramis proclamou que o seu filho subiu ao céu e se tornou deus. Então, Semíramis figura como rainha dos céus (Isaías 47.4-15), com o seu filho Tamuz nos braços. É vista como mãe de deus e deusa mãe. Porém, para os católicos, Jesus só aparece nas duas fases da Sua vida:

Quando era bebé (para exaltar Maria como deusa mãe);
Quando estava morto na cruz para demonstrar o sofrimento de Maria (“senhora das Dores”) … e não o sofrimento de Jesus.
QUANDO CRISTO É…

“A Imagem do Deus invisível, o Primogénito de toda a Criação; pois, n’Ele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, e soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio d’Ele e para Ele”.

(Colossenses 1.15-16)

Se você tem praticado esta festa demoníaca ou outras, peça perdão a Deus e remova do seu coração e lar, tudo aquilo que é anti-bíblico. Deus te Perdoará e você será uma Bênção para a sua família e amigos. É verdade que você será criticado, perseguido… mas, tenha bom ânimo e guarde a sua fé-consciente nas Palavras Sábias, Vivas e Eternas do Senhor Jesus, pois o seu Galardão será grande!

Bjf

juliofreitas.com

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

6 comentários

Orlando alves Responder 17 Dezembro, 2015 às 13:49

Eu amo simplismente o Deus vivo o Deus de Abarão.obrigado Deus por te min colocado no caminho certo . EU SOU A UNIVERSAL

António jose ferreira juanga Responder 17 Dezembro, 2015 às 14:52

Gostei do assunto em pauta foi muito esclarecedor

lorena sanchez Responder 17 Dezembro, 2015 às 21:12

Es algo muy fuerte le doygrasias a dios por averme librado De tango engaño grasias por see istrumento En las manos De dios

Nadja Lima Responder 18 Dezembro, 2015 às 11:49

Muito forte temoz colocado em pratia mas…Ainda ceiamos a meia noite.

João Paulo Responder 18 Dezembro, 2015 às 14:50

Bispo, eu sou do Tf Teen e minha família quase inteira não é convertida, inclusive meus pais, eles comemoram e eu sou obrigado a comemorar com eles.
O que e faço?

Márcia Responder 21 Dezembro, 2015 às 15:40

Oi,eu não sei o que fazer não sabia do significado do natal e meu marido e eu compramos uma árvore de natal,enfeitados ela toda e meu marido que que eu faça uma ceia de natal com aquelas comidas de natal,já está tudo planejado,temos crianças em casa e já ensinamos tudo a elas,se eu voltar a trás meu marido não vai deixar eu tirar a árvore e nem deixar de fazer a ceia de natal,me ajuda por favor, o que devo fazer?