Mensagem

Entrega de clamor?

“Visto que eu clamei, eles não me ouviram, eles também clamaram, e eu não os ouvi, diz o SENHOR dos Exércitos” (Zacarias 7.13)

“Visto que eu clamei…”, Deus não clama para que a pessoa seja curada, feliz sentimentalmente, próspera ou tenha a realização familiar, mas, o Seu clamor é para que ela faça a entrega total da sua vida. E Ele diz: “você me entrega a sua vida e eu lhe dou o fôlego da vida”.

“…eles não me ouviram…”, afinal, muitos estão dentro da Igreja destruídos, tendo até chegado a conquistar algo físico ou material, contudo, vieram a perdê-lo. E porque será? Porque estes não quiseram ouvir e atender ao clamor de Deus. Mas, então, imagine o Todo Poderoso levantando-se do Seu trono para clamar em favor de uma pessoa? Tendo toda a Sua atenção voltada para ela? Eis o motivo de muitos ainda não terem a realização total na sua vida, tudo porque não O querem ouvir, nem atender.

“…eles também clamaram…”, ou seja, ainda que as pessoas clamem, peçam e contem com o apoio, ajuda, orientação e resposta de Deus, nos momentos difíceis e nas situações de urgência, estas irão clamar e clamar pela suas necessidade, mas, aí Deus irá ignorá-las. “…e eu não os ouvi…”, mas como pode isso acontecer?!? Deus até vai ouvir o clamor das pessoas pela família, saúde, vida sentimental ou económica, pois, não é surdo, mas, pelo facto destas não atenderem ao Seu clamor serão ignoradas.

Então, qual é o clamor que Deus quer ouvir? Ele quer uma entrega total da nossa parte, ou seja, da nossa vida, porque Ele também nos quer dar a Sua totalidade, ou seja, o Seu Espírito. Todavia, essa nossa entrega não poderá ser verbal, mental ou teórica, devendo sim ser mostrada através da prática, da atitude e do poder de decisão, através do nosso tudo.

Atentemos, então, no exemplo de Ananias e Safira, os quais não quiseram dar o seu tudo e acabaram por perder até a própria vida. Afinal, o difícil não é Deus batizar e sim a pessoa entregar-se! Muitos até conquistam muitas coisas sem Deus, mas estes não têm Vida. E quantos não foram destruídos mesmo fazendo parte da Igreja, tudo porque só se entregaram em parte e materializaram também a sua fé apenas em parte e assim morreram. E é por isso que vemos muitos dentro da Igreja com a vida morta! Mas o que está aqui em questão não é o dinheiro que estes retiveram e sim o que estava dentro deles, pois, diante de todos, pareciam verdadeiros cristãos, mas cometeram o pior de todos o erros: mentiram ao Espírito Santo. Pois, só mente ao Espírito Santo quem não entregou totalmente a sua vida! E tudo o que estes não entregaram para Deus, deram ao diabo.

Te vejo na IURD ou nas Nuvens!

Bispo Júlio Freitas
bispojulio.com

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *