Mensagem

Escravo dos sentimentos

escravo_sentimentos_cdaDiz-se de algumas pessoas, “com recursos”, que se não alcançam os seus objetivos de uma forma, tentam de outra… este princípio não se aplicará a melhor “personagem” que ao diabo, cujos recursos nunca se esgotam para recuperar o que acredita ser seu…

É importante refletir sobre o significado das palavras para tentar compreender o que as mesmas realmente querem dizer. E o que quererá dizer a palavra “diabo”? Ela significa, na sua origem, “acusador”, pois essa é a sua principal tarefa: ACUSAR! Mas, a quem? E de quê? Nomeadamente, a si, que pratica a Verdade!

Observe que antes, quando ele estava no nosso interior, o que é que ele fazia? Acusava? Não! Escravizava, pois vivíamos de acordo com os nossos sentimentos. Eu vivia da seguinte forma: “vou fazer o que penso, acho, gosto e quero… não importa as consequências, a vida é minha! Sou e vou morrer assim, quem não gostar, paciência!”. E, assim, por meio de traumas (não tinha vícios), manias, complexos, fraquezas, de sentimentos que me tornavam vulnerável, o diabo escravizava-me, dia após dia, humilhando-me e oprimindo-me.

Porém, uma vez que conheci a Verdade, ele foi arrancado. Através do CdA, tive a minha oportunidade e fui liberto. Contudo, o diabo não foi para o inferno. E mesmo eu tendo sido nas Águas e no Batizado com o Espírito Santo, mesmo assim, ele não foi para o inferno… Ele permanece ao nosso derredor… mas, por quê não ao redor? Porque ao redor estão os anjos de Deus, porém, ao derredor, aí sim, está o diabo.

Então, observe que Deus nos liberta, e quando somos tentados e atribulados pelos problemas que enfrentamos, Ele dá-nos a Sua Direção, o escape, a Sua Promessa, os Seus Mandamentos e, além disso, acampa os Seus Anjos ao nosso redor, porque ao derredor Ele sabe que estará o diabo.

Porém, a quem é de Deus, o diabo não toca… mas ele sempre tentará fazê-lo, criando problemas, situações, tentações, para você cair, render-se aos sentimentos, à deceção, ao problema, e, aí sim, ele lhe possa acusar – “você é isto, é aquilo, é um fraco, não merece, é um ingrato, um porco, um falhado, um incrédulo, um hipócrita, Deus não te ama, não vão te aceitar, não volte, não creia, não fale com Deus, não ore, não jejue, Deus não vai te ouvir…”

Não é verdade? Todos nós, sem exceção, já escutámos esta voz, porque em nós não há perfeição, e, por isso, costumo dizer o seguinte: DEUS NÃO EXIGE PERFEIÇÃO, MAS EXIGE OBEDIÊNCIA, PORQUE OBEDECER TODOS PODEMOS!

Bispo Júlio Freitas
juliofreitas.com

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 comentário

Raisa Lara Responder 10 Abril, 2015 às 14:53

É verdade bispo. E essas vozes insistem em tentar-nos. Porém está escrito :
2 Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus.
13 Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim,
14 Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.
15 Por isso todos quantos já somos perfeitos, sintamos isto mesmo; e, se sentis alguma coisa de outra maneira, também Deus vo-lo revelará.

Isso quer dizer que ele também era tentado, porém tinha consciência que não era perfeito, mas que buscaria a perfeição. Assim temos que ser nós. Que o SENHOR JESUS nos der força para ficar até o fim.