Mensagem

Há erros e ERROS; Há acertos e ACERTOS!

frustrated young business man working on laptop computer at home“Ele pecou contra o Senhor Deus mais do que qualquer um dos que haviam sido reis antes dele. Não se contentando em pecar como o rei Jeroboão, Acabe fez pior e casou com Jezabel, filha de Etbaal, rei de Sidom, e adorou o deus baal.” (1Rs 16.30-31)

Aqui, neste versículo, vemos um homem, Acabe, a cometer graves erros que o fizeram pecar mais do que qualquer outro rei. Ele casou mal, com uma mulher que era o mal em pessoa, completamente contrária à Fé Verdadeira no Único Deus-Vivo, uma mulher que praticava a idolatria, a feitiçaria, a prostituição, e diversas outras práticas sodomitas: uma verdadeira bruxa! E pior do que casar com ela, ele abraçou a fé que ela praticava nestes deuses e fez deles o seu deus, passando a adorá-los.

Quem conhece a história, sabe que foram desastres, atrás de desastres, a miséria total, física e espiritual. No entanto, como se já não fosse mau o suficiente, o povo também se corrompeu… a princípio, adoraram a sensação (falsa) de liberdade, de fazer o que lhes apetecia, de viverem no pecado, de não terem de viver no temor ao Deus-Vivo, mas a pecar, a pecar e a pecar mais ainda… a viverem segundo a carne, tudo do seu jeito e a seu bel-prazer…

Até que a fatura chegou e foi bem cara!! Um verdadeiro colapso: a seca, a fome, a sede, as mortes e a maldição, tudo isso veio pelo pecado, pelo viverem afastados do Deus-Vivo, por darem ouvidos e praticarem os ensinamentos de uma bruxa e um rei corrompido, sentimental e fraco, totalmente influenciado pela maldita mulher.

Infelizmente, esta é a verdade de muitas vidas, hoje em dia. Pessoas que poderiam estar bem, mas, por conta de decisões erradas, por não decidirem andar na direção do Deus-Vivo, encontram-se com a vida amaldiçoada.

Porém, a meu ver, o pior erro de Acabe nem foram estes, embora tivessem sido abomináveis. Creio que o pior erro de Acabe foi desprezar o Altar, o Sacrifício para Deus. Pois, é claro que ele não era feliz e tinha consciência de todo o mal que tinha feito. Mas, o seu orgulho de rei impediu-o de se “chegar” ao homem de Deus (Elias) que, certamente, o conduziria à decisão de restaurar o Altar e Sacrificar para Deus. Oportunidades para isso não lhe faltaram, mas, ao invés de dar ouvidos ao “homem de Fogo”, antes queria calá-lo, matá-lo. Claro, já que era o “homem de Fogo (Luz)” quem punha em evidência as suas péssimas decisões.

No Fogo tudo fica claro, pois ele também é luz. No Fogo fica provado que tipo de material somos, se carne, ou se Fogo (espírito) também. No Fogo que havia em Elias e há hoje nos verdadeiros homens e mulheres de Deus, os falsos ficam em evidência. E é tudo o que eles não querem… recorda-se de Caim? De Saul? E de tantos outros?… queriam matar o Fogo, mas não há como apagar o Fogo do Deus-Vivo (Abel, mesmo depois de morto, o seu sangue-Sacrifício, clamava).

Tenho a certeza absoluta que se Acabe tivesse tomado a decisão de restaurar o Altar e Sacrificar ao Deus-Vivo, a sua vida teria sido transformada e a do povo também, pois Deus teria enviado Fogo para queimar Jezabel e os seus profetas do inferno, limparia tudo e daria a ele a maravilhosa oportunidade de começar tudo e, agora, de maneira diferente! É o que acontece quando chegamos ao CdA, ouvimos o desafio e decidimos pelo Altar e Sacrifício: o Fogo de Deus queima as maldições, misérias e doenças, o passado é destruído, juntamente com todas as decisões erradas que tomámos na vida, e estamos prontos para começar uma vida nova, agora, no Altar do Deus-Fogo-Vivo!

Ainda que tudo pareça sem jeito, que Deus não te esteja a dar ouvidos, que os seus erros pesem sobre si… quando você decide Sacrificar no Altar, tudo o que Deus quer que você Sacrifique, o Fogo de Deus desce e muda a sua vida! MUDA TUDO MESMO!!!

Lembre-se destas duas premissas:

– Todos os seus erros nunca serão maiores que o erro de desprezar o Sacrifício-voluntário no Altar do Deus-Fogo-Vivo;

– Tudo o que você faz de certo, nunca será capaz de mudar a sua vida se não acertar na hora de Sacrificar, voluntariamente, no Altar do Deus-Fogo-Vivo.

Colaborou: Pr. Roberto Brandão – Portugal

Deus é contigo, e eu também!

Bispo Júlio Freitas

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *