Mensagem

Isso é mesmo causado por uma força do mal?

malVivem a pensar sobre o que os outros pensam de si… a tentar perceber se estão a planear o mal contra si… a afastar-se de quem acreditam que lhes quer mal… mas, será é mesmo real ou é tudo fruto da sua imaginação?

“Fulana está sempre a falar mal de mim pelas costas, eu sei… eu sinto que ela nunca gostou de mim… pelo sim pelo não, é melhor eu afastar-me dela…”

Seja por uma palavra dita, um simples olhar ou até mesmo um gesto insignificante, há pessoas que constroem verdadeiros filmes nas suas cabeças e acreditam que os mesmos são mais reais do que a própria realidade.

Elas ouvem vozes, que lhes dizem, vezes sem conta, que determinada pessoa não gosta delas ou que está a tramar alguma coisa para o seu mal… e, com o tempo, elas acabam por acreditar e por se isolar.

Se é este o seu caso, como se libertar?

1º COMBATA A BAIXA AUTOESTIMA

Ter a autoestima em baixa, é como se você estivesse a dialogar com o seu “eu” interior e um dissesse para o outro: “não vales nada… nunca irás conseguir… a tua fé é tão fraca para o teu objetivo… não tens força suficiente para lutar pelo teu filho… és feio, ninguém te vai querer… és gorda… és baixo… és demasiado alto… tens os pés tão feios”. Ter a autoestima baixa é como baixar a guarda diante do inimigo e permitir que o mesmo nos ataque, sem que ofereçamos resistência, sendo que ESTE INIMIGO SOMOS NÓS MESMOS! Uma pessoa com baixa autoestima nunca será equilibrada e verdadeira, especialmente com ela mesma, e estará sempre à espera da validação dos outros em relação a tudo o que ela faz ou pretende fazer!

2º ESTIMULE A SUA AUTOCONFIANÇA

Uma pessoa sem autoconfiança é fraca, tanto diante dos outros, como diante de Deus e, especialmente, perante o mal. Mesmo que a pessoa seja alvo de uma perseguição real ou seja condenada em praça pública, se ela tem a sua autoconfiança elevada, é forte o suficiente para sublevar as contrariedades e superar todos os obstáculos. Diante de todos, ela irá projetar uma imagem de fortaleza, de certeza, de capacidade e de valorização pessoal e quem se opunha a ela, irá retroceder, fosse um inimigo carnal ou espiritual.

3º NÃO DÊ ABERTURA AOS ESPÍRITOS MALIGNOS

A atuação dos espíritos malignos, na maior parte dos casos, não é clara e direta. A possessão, muitas vezes, não acontece de forma imediata e sim gradual. Eles tentam fechar o círculo ao redor da pessoa, fazendo-a perder oportunidades devido ao medo, levando-a à clausura e à solidão, motivada pelo isolamento. E assim, segundo a segundo, minuto a minuto, dia após dia, vão trabalhando na sua mente, oprimindo-a, angustiando-a, desequilibrando o seu interior, soprando inseguranças no seu ouvido que, se pessoa não procurar ajuda, acaba por cair num abismo do qual tão cedo não consegue sair…

 

Bispo Júlio Freitas
juliofreitas.com

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

3 comentários

cristina Responder 16 Maio, 2015 às 2:52

verdade

Terry Responder 16 Maio, 2015 às 3:39

Gracias obispo por su mensaje me ayudo mucho y. A ver la raíz de. Mi problema y. Era yo mismo . Que DIOS lo bendiga

Ramatulai balde Responder 16 Maio, 2015 às 10:24

E verdade