Mensagem

Na dor ou na fidelidade?

dor_felicidadeAmbos querem, desejam, anseiam, clamam para que Deus olhe para a sua necessidade, porém, enquanto um chora, o outro tem o direito de exigir!

Existem dois comportamentos que são em tudo diferentes na pessoa que é fiel e na que é infiel, pois embora ambas desejem a mesma coisa, que Deus atenda aos seus pedidos, a forma de agirem é bastante diferente!

Ora, observe:
O INFIEL: A pessoa que é infiel a Deus, mas que conhece a Bíblia, os Mandamentos e Promessas, pede para Deus se lembrar da sua dor, da sua aflição, das suas necessidades.

O FIEL: Já a pessoa que é fiel a Deus, aos Seus Mandamentos, pede para Deus se lembrar da sua fidelidade, não dos seus problemas, das suas necessidades. Ela pede para Deus pesar na Sua Balança justa, que é o Altar, a sua fidelidade.

“Lembra-te, SENHOR, peço-Te, de que andei diante de Ti com fidelidade, com inteireza de coração”.

(2 Reis 20.3)

O fiel pede para que Deus atente para a totalidade do seu serviço, da sua Fé, da sua fidelidade, da sua confiança, da sua obediência a Ele. Estas foram as palavras de Ezequias quando estava designado para morrer, devido a um problema de saúde, e, consequentemente, deixar o seu reinado destruído, já que estava a ser ameaçado pelo rei da Assíria. E Ezequias morreria sem deixar herdeiro, uma nação estabelecida, e muito menos uma família salva.

Ele tinha muitas necessidades, mais do que todos nós, como rei, esposo, pai, líder, mas, antes de ser tudo isso, ele era fiel a Deus.
Deus não é sensibilizado pelas nossas dores, aflições, ameaças, lágrimas, responsabilidades, problemas que estamos a enfrentar. E a prova disso é que todas as vezes que o Senhor Jesus se deparou com uma pessoa a chorar, a primeira coisa que fazia era mandar a pessoa parar de chorar. Por outras palavras, as suas lágrimas não vão resolver o seu problema, não a vão ajudar em nada. A pessoa que é fiel, apela para a sua fidelidade!

Ezequias sabia que não era perfeito, mas apelou para que Deus reparasse na inteireza do seu coração: ou seja, se o seu coração, a sua fidelidade, não eram totalmente d’Ele, nos bons e maus momentos; se a sua Fé, a sua confiança, a sua obediência, não estavam voltadas para Ele.

Ezequias pediu para Deus pesar na Sua Balança, e Deus pesou, e mudou aquele quadro, e fez o que ele não pediu – curou-o, prosperou o seu reino, livrou-o dos sírios, salvou a sua família e ainda deixou os seus herdeiros abençoados. Quer dizer, Deus fez coisas além do que ele podia imaginar, porque ele apelou para a sua fidelidade!

Porém, existem pessoas que não são abençoadas, mesmo dizimando, ofertando e trabalhando, mas porquê? Porque são infiéis a Deus, pois a fidelidade não se traduz em práticas, mas em quem você é no seu coração e se o mesmo pertence ou não a Ele.

Caro(a) leitor(a) fiel, não abra mão da sua fidelidade, porque ela não tem preço. Não se venda às tentações, porque a sua fidelidade vale mais do que todo o ouro, toda a prata, toda a fama, todo o diploma ou título que possa vir a ter neste mundo. Não abra mão da sua fidelidade, porque, se abrir, então, é porque não tem Aliança com Deus, já que QUEM TEM ALIANÇA COM DEUS É FIEL!

Deus é contigo, e eu também!

Bispo Júlio Freitas
juliofreitas.com

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *