Mensagem

Não basta convidá-LO!

servirQuando a pessoa, de facto e de verdade, quer ter um Encontro com Deus, Nascer de Novo, ser Batizado com o Espírito Santo, ela toma atitudes decisivas para a sua vida…

“Convidou-O um dos fariseus para que fosse jantar com ele. Jesus, entrando na casa do fariseu, tomou lugar à mesa. E eis que uma mulher da cidade, pecadora, sabendo que Ele estava à mesa na casa do fariseu, levou um vaso de alabastro com unguento; e, estando por detrás, aos Seus Pés, chorando, regava-os com suas lágrimas e os enxugava com os próprios cabelos; e beijava-Lhe os Pés e os ungia com o unguento.” (Lucas 7:36-38)

Este fariseu, homem religioso, que tinha uma certa influência política regional, famoso, de uma condição económica privilegiada, convidou o Senhor Jesus a ir à sua casa. E Jesus foi, já que Ele não rejeita ninguém, pelo contrário, quer Salvar e Abençoar a todos! Todavia, não basta você apenas convidá-Lo para a sua vida.

Observe que esta mulher, mesmo não tendo sido convidada, a sua Fé a convidou. Ela não esperou que alguém a chamasse para ir à casa de Simão, o fariseu, ela se chamou, quando poderia ter-se excluído, o seu arrependimento sincero a fez buscar o Perdão Divino, já que era uma mulher pecadora.

Uma mulher pecadora, naquela época, era uma mulher que vivia na prostituição, mas não porque ela quisesse. E aquela vida causava-lhe amargura, tristeza, traumas… tal como nós, que já cometemos muitos erros e falhas, que nos têm feito sentir impuros, indignos de estar na Sinagoga ou de buscar a Deus.

Porém, o mesmo Espírito Santo que agiu naquela mulher é O que lhe traz à Casa de Deus (Centro de Ajuda). Ela chegou aos Pés do Senhor Jesus e chorou e as lágrimas falam o que as palavras não conseguem expressar. A lágrima expressa alegria ou tristeza extremas; uma satisfação ou aflição extremas, ou um prazer ou dor extremos, não há meio termo. No caso dela, expressava a sua armadura, vergonha e dor extrema. Ela colocou para fora aquilo que trazia dentro dela, aquilo que ela não conseguia expressar com as suas palavras, mas que, com as suas lágrimas, regava os Pés de Jesus.

O bálsamo, naquela época, era o perfume, o unguento mais caro que existia. Esta atitude de Fé revela que ela não queria mais continuar com a mesma vida, ela queria dar um fim àquela velha vida e queria dar início a uma nova. Por isso, é que mesmo não sendo convidada, ela se convidou, e foi aonde Jesus estava, se aproximou, ajoelhou, e, chorando aos Seus pés, arrependida, lavava os Seus Pés e enxugava com os seus cabelos. E para terminar ela derramou o bálsamo, o unguento.

Quando a pessoa quer de facto o Batismo com o Espírito Santo, ela faz o que fez esta mulher:

  • Ela se incluiu, não se exclui. Não deixa que os seus sentimentos, emoções e ou pessoas a impeçam de ir onde Jesus está a ser ouvido, servido, reconhecido no Centro de Ajuda;
  • Ela sacrifica-se fisicamente, superando a distância, cansaço, preguiça, medo (além de tudo isso, ela não era bem vinda naquela casa pelo facto de ser uma mulher pecadora e se não fosse pelo Senhor Jesus, nem teria conseguido entrar, pois de imediato teria sido expulsa).
  • Sacrifica-se espiritualmente, curvando-se diante do Senhor Jesus, humilhando-se, reconhecendo os seus erros, limitações e imperfeições.
  • Chorando, lavou os pés do Senhor Jesus, e estas lágrimas era o que ela trazia dentro de si. Como: amargura, ódio, medo, solidão, tristeza, insegurança…
  • Esta atitude dela, é a que deve ser de todos que se propõem dar um fim à vida velha, para iniciar uma nova, colocar para fora, tudo o que está no seu coração e mente.
  • Humilhar-se diante de Deus, é o princípio para a pessoa se libertar do espírito do orgulho, para receber o Espírito Santo.
  • E sacrifica materialmente, pois ela derramou o vaso de alabastro com unguento.

Podemos ver com caridade por meio do Texto Sagrado que:

  • Ela se humilhou; já o fariseu se exaltou.
  • Ela se prostrou; ele permaneceu de pé.
  • Ela não falou nada mas falou com Jesus dentro de si, por meio das suas atitudes, que estava arrependida e que O reconhecia como seu Senhor; já ele dizia que Jesus não era o Messias. Ele tinha dúvidas!

Aquela mulher saiu daquela casa transformada, para viver em novidade de vida, porque ela aproveitou a sua oportunidade! Ela não quis apenas uma bênção, e sim a Transformação, por isso ela derramou aquele bálsamo que se usava quando a jovem se preparava para se entregar ao noivo. Ela, que antes vivia uma vida suja, de prostituta, tornou-se virgem e pura aos Olhos de Deus, por causa de uma única coisa – arrependimento. Quando você se arrepende sinceramente, você é transformado em quem Deus quer que você seja!

Há pessoas que não valorizam o mais importante, ainda que esteja diante delas a Oportunidade de Nascer de Novo. A religiosidade torna-as cegas e, por mais erradas que estejam, não conseguem ver, como foi o caso do fariseu:

  • Repare que este homem convidou o Senhor Jesus para entrar na sua casa, mas não para entrar na sua vida;
  • Ele não tinha a certeza de que o Senhor era o Messias. E sabe porquê? Por causa da Humildade e Simplicidade do Senhor Jesus. Ou você já viu algum rei (de nada deste mundo), rainha (de nada deste mundo), presidente (de nada deste mundo), ser humilde, simples? Não, claro que não! Eles impõem o seu orgulho, exigem submissão, mostram o seu poder económico, político e militar, não é verdade?;
  • O Senhor Jesus não. Na Sua Humildade e Simplicidade, Ele nos revela os erros e imperfeições ocultas a todos, menos a Ele.
  • As pessoas confundem o facto de convidar o Senhor Jesus para entrar nas suas vidas e a necessidade de buscá-LO, servi-LO, agradá-LO, como foi o caso deste bom ouvinte (Simão), que significa: “Aquele que ouve”. Mas, praticar, que é o segundo passo, ele não deu. Aqui está a resposta para aqueles que dizem: “Mas eu sou honesto, creio em Deus, sou aplicado no que faço, sou sincero, não faço mal a ninguém, não cometo “grandes” pecados… por que é que Deus não me atende? Abençoa? Realiza?”

Porque não basta convidá-LO. Há que Servi-LO!

Agora você já sabe porque te falta a Paz…
Bispo Júlio Freitas
juliofreitas.com

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *