Mensagem

O poder do Fogo

Fire isolated on blackNa Bíblia, mais precisamente no livro de Provérbios, capítulo 26, versículo 20, é dito “Sem a lenha, o fogo se apaga…”. Já no Novo Testamento é dito: “Não apagueis o Espírito” (1 Tessalonicences 5.19)

Então, Deus sempre Se manifestou através do Fogo. A primeira vez que o fez foi quando fez a aliança com Abraão, este apresentou o Sacrifício que Deus lhe pediu e o Fogo desceu do Céu e consumiu o holocausto. Depois, quando o povo estava escravizado, Moisés chegou ao Monte Sinai e Deus revelou-se-lhe através do Fogo, que queimava a sarça e não a consumia. E Deus, então, libertou o Seu povo. No deserto, Deus manifestou-Se a este mesmo povo através de uma nuvem de Fogo, que os guiava e protegia.

Elias sabia que o Deus-Vivo Se manifesta através do Fogo, que é espiritual e queima o que é físico e o espiritual. Sem o Fogo de Deus na sua vida, você não subsiste e é uma pessoa viva-morta, como disse Jesus. Ou seja, você tem um corpo, mas não tem saúde; tem família, mas não tem união: tem um casamento, mas não há realização, fidelidade, carinho e amor; tem dinheiro, mas não tem prosperidade; afirma crer em Deus, mas é uma pessoa vazia. A ausência do Poder de Deus, do Espírito Santo na vida da pessoa faz com que esta fique morta, com que a sua vida não tenha sabor…

João, nos dias de Jesus, disse “Eu vos batizo com água, para arrependimento; mas Aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com Fogo” (Mateus 3.11). Esse batismo com o Fogo acontece através do poder do Sacrifício.

Veja que o Batismo com o Espírito Santo e o Batismo com o Fogo são bem distintos. Existem pessoas que dizem ter sido Batizadas com o Espírito Santo, mas, no momento do desafio, Sacrifício e decisão recuaram e o Espírito Santo respeita essa decisão, porque Ele respeita o espírito do profeta. Na época de Elias, quantos profetas ainda havia? 100 que aceitaram ficar dentro das cavernas no monte, comendo pão e bebendo água, com medo da morte. Eram profetas do Senhor, mas eram homens que ainda não estavam dispostos a estar lá em cima, no Sacrifício, a assumir a sua Fé e as consequências de crer no Deus que é Fogo, todo Consumidor, todo Poderoso. Estar lá em cima, sobre o monte, que é o Altar do Senhor, estando no Sacrifício, é você ir até ao fim, em prol de uma vida que glorifique a Deus, que O deixe em evidência.

Esses 100 profetas tinham medo do rei e dos profetas de Baal, que eram 400, mais 445 adoradores do poste-ídolo, que representa o órgão sexual masculino. Elias disse-lhes “nós vamos ver quem é Deus” porque o Deus-Vivo vai fazer chover Fogo, mas ele sabia que a única maneira de Deus fazer descer esse Fogo, era através do Sacrifício. Assim foi com Abraão, Moisés e com todos aqueles que tiveram experiências pessoais com Deus. Elias queria ter essa experiência para que o povo soubesse que o Deus-Vivo não foi criado por mãos humanas, mas que Ele, sim, criou todas as coisas.

“Sem a lenha, o fogo se apaga…” (Pv 26.20). Qual é o erro de muitas pessoas? É não colocarem a lenha, que é o Sacrifício, a sua entrega, a materialização da sua confiança em Deus, expressa através daquilo que tem e precisa para subsistir física e materialmente falando. E, voluntariamente, você apresenta a Deus no Seu Altar o seu Sacrifício, tal como fez Elias. Havia seca, fome extrema e miséria total, pois não chovia há três anos e seis meses. E tudo porque lhes faltou lenha no Fogo, quer dizer, você tem Fé, mas se não há Sacrifício, não há Manifestação do Poder de Deus.

Quando você chegar ao Altar com o seu Sacrifício, o Fogo de Deus descerá sobre a sua vida para consumir o que não presta e cumprir com o que Ele prometeu. Só o Fogo de Deus liberta, realiza, protege e salva. Foi por isso que Elias disse vamos para lá e todos vocês verão que se Baal é deus, então, vai fazer descer fogo, mas se Deus é deus, então, será Ele a fazer descer o Fogo. Deus fez descer o Fogo quando Elias subiu no monte, restaurou o Altar, colocou sobre este lenha e o novilho sagrado, pediu a todos que levassem e dessem a sua água. Quando três jarras, cada uma com 12 litros, encharcaram o novilho, a lenha, o Altar e o rego que Elias tinha mandado fazer em redor do Altar, aí sim Elias disse “Responde-me, SENHOR, responde-me, para que este povo saiba que Tu, SENHOR, és Deus…” (1Reis 18.37). “Então caiu fogo do Senhor e consumiu o holocausto”. Quando é que o Fogo cai? Quando você sobe ao Altar, restaura-O, coloca a lenha, faz as orações e os jejuns, coloca até à última gota de água, ou seja, tudo aquilo que você precisa. Aí sim quando você orar, o fogo vai descer! E quando você descer do Altar já desce com o Fogo de Deus.

Deus é contigo, e eu também!

Bispo Júlio Freitas

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *