Mensagem

O que dizer quando o terror nos bate à porta?

566673-970x600-1O que dizer, o que pensar, como racionalizar ou sequer interiorizar?

Até agora, com certeza você está a dar voltas à sua cabeça, considerando impossível como é que um raio pode cair duas vezes no mesmo local.

Se a 7 janeiro de 2015, o ataque terrorista ao jornal Charlie Hebdo tinha deixado a França em choque, os recentes ataques e assassinatos de pelo menos 132 pessoas, entre outras centenas de feridos, deixaram, na sexta-feira 13, um sentimento de insegurança, incredulidade e angústia presentes e futuras, que dificilmente passará.

É quando o terror nos “bate à porta” que mais realismo ele ganha, especialmente em locais que, outrora, pensávamos ser seguríssimos e incapazes de acontecer o mal ao qual apenas assistimos pela televisão ou sabemos acontecer a milhares de quilómetros de distância.

A realidade é que não se trata de um mal isolado, é coletivo, pois todos somos seres humanos e, infelizmente, nenhum lugar é seguro. Nigéria, Síria… e agora França… estes foram alguns dos locais mais recentes onde vimos vidas serem ceifadas prematuramente, com requintes de crueldade, em nome de uma religião, cega pelos seus dogmas e objetivos.

Atento à realidade social e internacional, o Centro de Ajuda na Europa tem Orado fervorosamente pela vida de todas as vítimas da guerra civil, terrorismo, manipulação, exploração, injustiça, religiosidade e desumanidade, que está diariamente diante dos nossos olhos.

A todos os cidadãos Franceses e Imigrantes residentes na França e exterior, dedicamos as nossas mais sinceras Orações, para que superem este momento triste e desumano que todos estamos a viver.

Por favor, leiam e meditem comigo:

“Porque a Mim se apegou com amor, Eu o livrarei; pô-lo-ei a Salvo, porque conhece o Meu Nome-Jesus. Ele Me invocará, e Eu lhe responderei; na sua angústia Eu estarei com ele, livrá-lo-ei e o glorificarei. Saciá-lo-ei com longevidade e lhe mostrarei a Minha Salvação.” Deus-Vivo

Salmos 91.14-16

Que é contigo e nós também!

Bjf

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *