Mensagem

O que fere a Deus?

Fotos da Reunião de Domingo, dia 6 de Junho, onde o Sr. Bispo Júlio está falando sobre este tema

No Livro de Hebreus, Deus revela por que é que muitas pessoas não entram no Seu descanso. Alguém dirá: “Mas eu não quero o descanso de Deus, não quero morrer”. Mas quem lhe disse que o descanso de Deus é a morte?

O descanso de Deus é justamente o contrário, é a vida. Mas a vida verdadeira! Deus não quer que você viva uma vida de aparência, falsa.

“Temamos, portanto, que, sendo-nos deixada a promessa de entrar no descanso de Deus, suceda parecer que algum de vós tenha falhado. Porque também a nós foram anunciadas as boas-novas, como se deu com eles; mas a palavra que ouviram não lhes aproveitou, visto não ter sido acompanhada pela fé naqueles que a ouviram. Nós, porém, que cremos, entramos no descanso, conforme Deus tem dito: Assim, jurei na minha ira: Não entrarão no meu descanso.

Embora, certamente, as obras estivessem concluídas desde a fundação do mundo. Porque, em certo lugar, assim disse, no tocante ao sétimo dia: E descansou Deus, no sétimo dia, de todas as obras que fizera. E novamente, no mesmo lugar: Não entrarão no meu descanso. Visto, portanto, que resta entrarem alguns nele e que, por causa da desobediência, não entraram aqueles aos quais anteriormente foram anunciadas as boas-novas, de novo, determina certo dia, Hoje, falando por Davi, muito tempo depois, segundo antes fora declarado: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração.

Ora, se Josué lhes houvesse dado descanso, não falaria, posteriormente, a respeito de outro dia. Portanto, resta um repouso para o povo de Deus. Porque aquele que entrou no descanso de Deus, também ele mesmo descansou de suas obras, como Deus das suas” (Hebreus 4.1-10).

A primeira coisa que tem que entender é que Deus não exige perfeição de ninguém, mas exige o sacrifício de todos, que é a entrega, a renúncia de si mesmo. De tudo aquilo que a/o impede de sacrificar, de dar o melhor de si e ver, consequentemente, o seu maior sonho realizado. Se aquilo que você tem, sabe ou pode fazer, realizasse o seu sonho, ele já teria sido realizado. Deus não obriga, mas pede o sacrifício! E muitas pessoas falham em sacrificar, porque negam a sua entrega, a sua vida, a sua confiança em Deus.

O sacrifício materializa a nossa confiança em Deus, porque o sacrifício faz-nos ficar na total e completa dependência d’Ele. Quem não sabe sacrificar está a falhar e, então, a sua vida também terá falhas, que são justamente os vícios, os traumas, as doenças, a miséria, esse vazio que nada nem ninguém pode preencher, porque esse espaço só o Espírito Santo pode completar.

As boas-novas também foram anunciadas a quem falhou. E falharam porque ouviram a Palavra (as boas-novas), mas não aproveitaram a oportunidade – o baptismo nas águas, o baptismo com o Espírito Santo, o louvor, a entrega, o sacrifício em dar o melhor de si, etc. E por que é que não aproveitaram? Porque não foi acompanhada pela fé daqueles que a ouviram. Uma coisa é ouvir, outra coisa é praticar, uma coisa é tomar conhecimento que tem que sacrificar, outra coisa é sacrificar. Aí haverá proveito, não é em vão!

Qual é o descanso de Deus para uma pessoa vazia? O Espírito Santo. Para uma família destruída? A união, a reconciliação. Para um jovem viciado? A libertação. Para uma pessoa que trabalha, que se dedica ao máximo para ter o melhor para si e a para a sua família, mas vive na miséria? A prosperidade.

Mas só entramos no descanso de Deus quando ouvimos a Sua Palavra e aproveitamos a mesma, ou seja, a colocamos em prática na nossa vida. Aí, o seu sonho é realizado e Deus é glorificado com a sua vida. Sai de uma vida de fachada, de aparência, para uma vida verdadeira. Você não apenas tem o título de cristão, mas conhece a Deus, o seu carácter é irrepreensível, você é uma pessoa verdadeira, humilde como Deus é. É uma pessoa que tem segurança no seu futuro e na sua eternidade, não teme a morte. É isso que Deus quer!

Sabe o que fere a Deus? O que fere a Deus não é o seu erro, o seu pecado. O seu pecado, o seu erro entristecem a Deus. Mas o que fere a Deus é a incredulidade, é a pessoa duvidar de que Ele não vai fazer aquilo que prometeu. Isso fere a Deus profundamente, por isso Ele irou-se e juro que tais pessoas não entrariam no Seu descanso. Contudo, Deus não abandona o Seu povo, Ele está consigo nas suas lágrimas, dor, vergonha, miséria, aflição, assim como está na sua alegria, prosperidade, realização.

Mas muitos abandonam a Deus, a fé, para realizarem os sonhos à sua maneira. Não seja incrédulo/a, porque só tem a perder. Tudo já foi designado desde a fundação do Mundo, Deus quer fazer tudo, e muito bom, na sua vida, mas isso só é possível se fizermos a nossa parte.

Deus só vai descansar quando as pessoas que crêem na Sua Palavra aproveitam-na com fé, colocam-na em prática através da fé e conquistam a vida prometida por Ele.

As boas-novas foram anunciadas para todos. Então, por que é que eles não entraram? Porque quiseram desobedecer. É inteligente desobedecer? Quem é que perde, Deus ou você? Você! Então, use a sua inteligência, obedeça à Sua Palavra!

Na época de Moisés, quem ouviu a Deus, através de Moisés, saiu da escravidão e ainda entrou na Terra Prometida, mas quem não quis ouvir e preferiu ser desobediente, saiu do deserto, mas não entrou na Terra Prometida, tendo morrido no deserto. O que é que Deus pode fazer? Ele não pode obrigá-lo/a a nada – a baptizar-se nas águas, a deixar de mentir, de beber, de ter um(a) amante… nunca, jamais. Ele está nos Céus e já nos deu a Sua Palavra.

Deus só faz a Sua Obra depois que nós terminamos a nossa, ou seja, fazendo tudo o que está ao nosso alcance, estudando, trabalhando, sacrificando, fazendo o nosso melhor.

BISPO_MENSAGENS

Por seu servo em Cristo, Bispo Júlio Freitas

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *