Mensagem

O Tripé da Alma

almaEles sustentam a nossa alma e garantem a conquista, seja espiritual, sentimental, familiar, profissional ou física

A única forma de se estabelecer a conquista – a Salvação da nossa alma –, é fazendo 3 coisas: ORAR, MEDITAR E JEJUAR!

Fique ciente que o nosso inimigo, o diabo, sempre irá trabalhar com sugestões como: “você não precisa de orar tanto assim… nem jejuar… ler, então, torna-se desnecessário, já que na Igreja ouve a Palavra de Deus…” e isso tira o nosso foco (objetivo), fazendo abalar o nosso tripé, pois ele sabe que a ORAÇÃO, a MEDITAÇÃO e o JEJUM, são os três elementos fundamentais que nos aproximam de Deus.

ORAÇÃO

Comunicar… esta é a palavra de ordem neste ano. Você fala com familiares, com amigos e até desabafa com o Pastor ou Obreiro… e com Deus? Será que você se lembra de falar com Ele? Não sabe o que dizer? Por onde começar? Abrindo os seus lábios, formando palavras, dizendo o que lhe vai na alma, como se do seu melhor amigo se tratasse… pois Ele o é! A nossa relação com Deus é desenvolvida através da oração, e a oração eficaz é a que é feita com sinceridade. Não é que Deus precise dela, nós, sim, é que precisamos de orar, porque a nossa oração demonstra que precisamos e dependemos d’Ele. Quando oro revelo a minha dependência de Deus e, assim, reconheço os meus limites, que há coisas impossíveis para mim, mas não para Deus. Obs.: Deus já sabe de tudo, mas criou a oração para que o ser humano desenvolva a sua comunhão e demostre a sua dependência em relação a Ele.

MEDITAÇÃO

As pessoas querem que Deus faça tudo num estalar de dedos, que faça magia. Porém, Deus não é mágico e sim o Criador, Ele faz milagres. E o milagre requer a minha participação para que Deus, então, faça a Sua parte!

E, para isso, a meditação na Palavra de Deus é fundamental, porque ela alimenta a Fé-Inteligente. E os propósitos no CdA, as reuniões específicas, e tudo o que fazemos, tem por base a Palavra de Deus. Todavia, quando a pessoa conquista ou recebe os benefícios da Fé, ao invés de se envolver mais ainda, pensa que agora a sua participação deverá ser menor, quando é justamente o contrário.

A minha participação, a minha obediência à Palavra de Deus, não deve depender das minhas necessidades, mas sim da minha comunhão com Ele. É a Palavra de Deus que instrui, exorta, revela o que está escondido, aponta o que é certo e o que é errado. O vencedor é aquele que humildemente ouve e pratica a Palavra de Deus, custe o que custar. A Salvação precisa de ser conquistada a cada momento da vida. Como? Observando e praticando a Palavra de Deus!

Através da meditação há também um reconhecimento, de que não sabemos tudo, de que necessitamos da Orientação de Deus, de que Ele tem os melhores Conselhos, os melhores Mandamentos, Promessas que nos motivam, que nos fortalecem e quando você e eu meditamos nas Suas Palavras, também demonstramos que não queremos fazer do nosso jeito e sim do Jeito de Deus. Não queremos que prevaleçam os nossos costumes, ideias ou vontades, mas sim que prevaleça a Vontade de Deus.

JEJUM

O Jejum serve para aprendermos a subjugar a carne, a fortalecer o espírito e a mostrarmos que não aceitamos ser guiados pelos nossos sentimentos. Quando nos abstemos de informações seculares, festas, tradições, músicas, literatura, que não vão acrescentar nada de bom, que não são educativos, e optamos por nos alimentar e ficar em espírito de oração neste período de tempo, então, passamos a estar estruturados, fortalecidos. E é esta mesma estrutura que sustenta a conquista, a realização, ou seja, não dependem de experiência, de tempo de igreja, de conquistas, de idade ou do exterior e sim, EXCLUSIVAMENTE DO NOSSO INTERIOR! E tanto é verdade isto que numa ocasião nem 9 homens puderam controlar, ajudar ou expulsar os demónios que estavam no corpo de um jovem.

A estes Jesus revelou que há castas de demónios que só saem através do Jejum e da Oração

(Mateus 17.14-21)

Jesus já vivia permanentemente em Jejum e Oração, por isso, bastou a Sua Voz para expulsar o demónio e ele saiu pois reconheceu a Estrutura de Jesus, que Ele tinha uma Unção e Estabilidade que os outros não tinham!

E lembre-se, o Jejum é entre você e Deus, ninguém tem que saber ou interferir, serve para fortalecer o seu espírito, dominando a sua vontade, a sua carne, as suas manias, vigiando o que você fala, o que você pensa, o seu tempo… se você faz isso e resiste, então, está em Jejum! E o Jejum não é apenas de líquidos ou alimentos, pois de nada serve abster-se de líquidos ou alimentos se não existe submissão à Vontade de Deus! Mas, em primeiro lugar, temos que nos estruturar a nós próprios, daí termos que fazer um Jejum em nosso próprio favor, sempre em primeiro lugar!

Por isso, invista em si mesmo, na sua alma, entregando-se, orando, meditando e jejuando, pois a sua alma é a coisa mais importante neste mundo!

Deus é contigo e eu também

Bjf

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 comentário

Itamara Responder 11 Março, 2016 às 20:46

Oração, meditação e jejum são formas de depender de Deus, tendo nEle uma fé inteligente aliada a um espírito forte, que é sustento pra alma e garantia para conquista no plano material. Ensinamento proveitoso