Mensagem

Oferecemos o que somos

familiaEsposo(a), pai, mãe, filho(a), irmão, irmã, cidadão, cidadã, profissional e até como cristão… sim, a nossa vida, independentemente do papel que desempenhamos, é o reflexo real de tudo aquilo que oferecemos

Em absolutamente TUDO, nada fica de fora nesta equação tão precisa quanto verdadeira! INDIVÍDUO + OFERTA = REFLEXO DO SEU “EU”.

Porém, o Senhor Jesus foi mais além, quando disse:

“…mais bem-aventurado é dar que receber.”

Atos 20.35

Mas porquê? Por que motivo quem dá é mais bem-aventurado? Porque quem dá é porque tem; quem dá é porque crê que o que está a dar não lhe irá faltar! Seja em atenção, amor, carinho, verdade, perdão, compaixão, sinceridade, oferta, dízimo, louvor, evangelização, um bom testemunho, absolutamente nada lhe irá faltar!

“Mas, o que tenho eu para oferecer a Deus?”, possivelmente, nada! Pois, nada somos diante de Deus e nada temos para Lhe oferecer… mas Deus é tão maravilhoso, e a Sua misericórdia tão infinita, que Ele mesmo nos dá para que possamos Lhe oferecer, pois é, precisamente quando oferecemos ou damos, que revelamos quem somos, e só através dessa atitude fica em evidência o que, realmente, está dentro de nós, quando a materializamos.

Quando nós damos, materializamos o nosso caráter – seja ele egoísta ou generoso –; materializamos o nosso amor ou o nosso ódio; materializamos a nossa confiança ou a nossa desconfiança… quando damos/oferecemos (ou não) mostramos sempre em que nível estamos!

É por todos estes motivos que “mais bem-aventurado é dar que receber.” (Atos 20.35)

Se hoje amamos a Jesus, cremos em Deus, aceitamos a Sua Palavra, queremos agradá-LO… tudo isso só foi possível porque Ele nos amou primeiro! É o que está escrito:

  • SE AMAMOS A JESUS HOJE, FOI PORQUE ELE NOS AMOU PRIMEIRO!
  • SE HOJE OBEDECEMOS A DEUS, FOI PORQUE O SENHOR JESUS OBEDECEU AO PAI EM TUDO!

Sim, a nossa vida é o reflexo daquilo que temos oferecido… porém, não apenas a Deus, mas a todos os que nos rodeiam (pai, mãe, esposa(o), filhos, amigos, patrão, etc.). Namaã é um exemplo claro deste princípio, pois, embora a sua crença fosse contrária a Deus, pertencendo a uma outra nação e professando uma fé equivocada, ele era uma pessoa empenhada, disposta a dar o seu melhor naquilo que fazia, por isso, Deus dava-lhe, igualmente, as vitórias:

“… porque por ele o SENHOR dera vitória à Síria; era ele herói de guerra…”

2 Reis 5.1

Namaã tinha, a seu serviço, uma menina que tinha sido levada cativa de Israel, que tinha o conhecimento que podia salvar o seu senhor, mas que ela escolheu não guardar para si mesma e, sim, DAR! Ela disse que se Namaã fosse a Israel para buscar a cura em Deus, Ele o curaria!

Aquela jovem tinha tudo para ser amargurada, rancorosa, triste, pois a sua nação tinha sido derrotada e ela levada como escrava, ou seja, aparentemente, ela tinha motivos para odiar Namaã, para desejar o seu mal.

Porém, ela sabia que o mal não se vence com o mal, e sim com o Bem. Ela sabia que a situação do povo dela se devia ao que eles próprios se tinham negado a oferecer a Deus! E quando não oferecemos a verdade, oferecemos a mentira, quando não oferecemos a sinceridade, oferecemos a falsidade, a hipocrisia, quando não oferecemos a bondade, oferecemos a maldade… quando não refletimos a Luz, refletimos as trevas!

Através da atitude daquela jovem, do que ela ofereceu, Namaã foi purificado… e ele também aprendeu com ela, pois: despojou-se de tudo e assumiu a sua fé em Deus, estando disposto também a DAR!

“Eis que, agora, reconheço que em toda a terra não há Deus, senão em Israel; agora, pois, te peço aceites um presente do teu servo.”

2 Reis 5.15

Namaã voltou para casa não apenas curado da sua lepra física, mas também da sua lepra espiritual (da idolatria, do egoísmo, do orgulho pessoal)! Namaã foi curado tanto interior, como exteriormente, passando, a sua vida, em todas as áreas (sentimental, familiar, física, espiritual…) a ser o reflexo do que ele estava disposto a ofertar!

Deus é contigo e nós também!

Bjf

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *