Mensagem

Olhai o Pai

“Então, lhes falou Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que o Filho nada pode fazer de si mesmo, senão somente aquilo que vir fazer o Pai; porque tudo o que este fizer, o Filho também semelhantemente o faz” (João 5.19). Aquele que crê e se entrega a Deus, faz aquilo que vê no Pai, mas para que eu possa ver o que Ele faz, tenho que ter os meus olhos postos n’Ele. E quando tenho os olhos em Deus, então, não deixo de fazer a Sua vontade. Mas quando deixo de olhar para Ele, começo a enfraquecer a minha fé.

Todo aquele que “dá o seu sangue” e a sua vida, vive mais e progride na Vida. Já aqueles que desistiram dos seus sonhos e objetivos, fizeram-no porque deixaram de olhar para o Pai e de sacrificar.

“… porque tudo o que este fizer, o Filho também semelhantemente o faz”. Tudo o que o Pai fez e faz, então, farei, caso seja Seu/Sua filho/a.  Ele foi humilde? Então, também o serei! Quando tentado, Ele não negou a fé, então, também não a negarei. Enfim, tudo o que o Pai fez, devo tratar de fazer e até mais ainda, porque isso é o que Jesus afirmou. Portanto, o que evidencia a filiação de Deus é o que a pessoa está a FAZER, não algo ou muito, mas TUDO. Ou seja, não podemos fazer uma coisa e omitir outra, na Igreja ou em casa, na reunião ou na rua.

“Porque o Pai ama ao Filho, e lhe mostra tudo o que faz, e maiores obras do que estas lhe mostrará, para que vos maravilheis” (João 5.20). Deus não oculta nada aos Seus filhos, para que façamos tudo e muito mais. Portanto, se Deus não esconde nada dos Seus filhos, porque é que muitos ficam desorientados? Porque deixaram de olhar para o Pai! Mas o diabo só é envergonhado quando derramamos o nosso sangue no Altar. E assim como Deus trouxe à existência tudo o que é bom, o diabo trouxe à existência tudo o que é mau. Só que Deus quer fazer, através de nós, grandes obras e maravilhas, pois, temos posto os olhos n’Ele, sacrificamo-nos diariamente e o sobrenatural tem que ser algo natural entre nós.

O nosso Deus é o “Deus das Maravilhas” e quem nos observa tem que ficar maravilhado. Mas, para isso acontecer, temos que fazer tudo o que Deus faz e não vamos esperar o tempo passar. Para ver coisas maiores, é preciso fazer mais, por isso a REVOLTA é o ingrediente indispensável.

“Pois assim como o Pai ressuscita e vivifica os mortos, assim também o Filho vivifica aqueles a quem quer” (João 5.21). Todos os que olharem para nós deverão ver uma vida maravilhosa e, consequentemente, deveremos dar esta vida aos que nos rodeiam, principalmente, aos nossos familiares.

Deus deu-nos tudo e para que possamos usufruir disso, devemos fazer o nosso tudo. Por isso, teremos a vigília dos REVOLTADOS, que não é para quem está satisfeito/a com a sua vida e sim para quem está REVOLTADO/A e INDIGNADO/A. Esta vigília é para quem está no LIMITE da dor, vergonha, humilhação, frustração, solidão… é para quem QUER uma TRANSFORMAÇÃO, para quem é valente e não aceita, somente, uma melhoria, mas sim, uma transformação total!

O valente veste-se de vermelho, que é o sangue, porque vai para a guerra. O valente não se esconde, pelo contrário, quer enfrentar o problema, para solucioná-lo o quanto antes. O valente REVOLTADO passa a ser um HERÓI, pois ele salva-se a si mesmo e aos outros; ele é visto como um exemplo e faz além do esperado e do comum.

Te vejo na IURD, ou nas Nuvens!

Por seu servo em Cristo,
Bispo Júlio Freitas
bispojulio.com

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *