Mensagem

Ora tente, a ver se consegue…

obraEm toda a obra de construção, nada é possível fazer sem mão de obra, mas, acima de tudo, nada se (re)constrói sem os materiais de construção…

Depois que Deus criou o universo, o mundo, tudo o que nele há e formou o homem à Sua Imagem e colocou-o no jardim para dominá-lo e subjugá-lo, nunca mais Fez coisa alguma sem a participação direta do ser humano.

E, assim como em toda a obra de construção é necessário que tenhamos os materiais, também é necessário que forneçamos a Deus o “material” para Ele Construir, Reconstruir, Realizar Milagres e Abençoar a quem quer que seja, porque o “material” é sempre imprescindível, já que será sempre o ponto de partida.

Mas, que “materiais” são estes?

A principal matéria-prima que Deus usa para Construir, Reconstruir, Realizar Milagres e Abençoar a vida de alguém é a Fé-inteligente, materializada pelo que ofertamos dentro e fora da Igreja; pelo que fazemos, crendo nas Suas Promessas, e por meio da nossa Fidelidade nos Dízimos, com constância como prova da nossa obediência aos Seus Mandamentos.

E quem fornece estes “materiais”?

Somos nós, seres humanos, por meio da nossa Confiança n’Ele e Fidelidade para com Ele. Com os Dízimos demonstramos FIDELIDADE, e com as OFERTAS demonstramos Confiança. São estes os materiais que Deus usa para nos Abençoar Abundantemente.

Os Céus proclamam a Glória de Deus, e o firmamento anuncia as Obras das Suas Mãos.
Um dia discursa a outro dia, e uma noite revela conhecimento a outra noite.
Não há linguagem, nem há palavras, e deles não se ouve nenhum som; no entanto, por toda a terra se faz ouvir a Sua Voz, e as Suas Palavras, até aos confins do mundo.
(…)
A Lei do Senhor é Perfeita e restaura a alma; o Testemunho do Senhor é Fiel e dá sabedoria aos símplices.
Os Preceitos do Senhor são retos e alegram o coração; o Mandamento do Senhor é Puro e ilumina os olhos.
O Temor do Senhor é límpido e permanece para sempre; os Juízos do Senhor são Verdadeiros e todos igualmente, Justos.
São mais desejáveis do que ouro, mais do que muito ouro depurado; e são mais doces do que o mel e o destilar dos favos.
Além disso, por eles se admoesta o Teu servo; em os guardar, há grande recompensa.
Quem há que possa discernir as próprias faltas?
Absolve-me das que me são ocultas.
Também da soberba guarda o Teu servo, que ela não me domine; então, serei irrepreensível e ficarei livre de grande transgressão.
As palavras dos meus lábios e o meditar do meu coração sejam agradáveis na Tua Presença,
Senhor, Rocha minha e Redentor meu.”

(Salmos 19)

Quando olhamos para o céu, é impossível não perceber a Grandeza, a Glória de Deus, e é isto que tem que acontecer na vida dos que crêem, ou seja, na vida dos Dizimistas e Ofertantes, pois é inaceitável que alguém se considere fiel e confiante em Deus e a sua vida não reflita esta Grandeza e Poder!

Bispo Júlio Freitas
juliofreitas.com

Tags: , ,

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 comentário

Vandclei Batista Responder 6 Novembro, 2014 às 22:41

Se o seu exercito de estrelas Ele chama cada uma pelo seu proprio nome, sem se esquecer de nenhuma sequer, será que o Deus vivo se esqueceria dos seus fiéis? Por isso é importante lutar e agir a fé inteligente para que se possa contar as grandes coisas que Ele fará… Muito esclarecedor bispo e surpreendente esta revelação…