Mensagem

Os quatro pesos

Muitas pessoas vêm à Igreja, ouvem a Palavra de Deus e tomam conhecimento dos inúmeros casos verídicos que comprovam a veracidade da Sua Palavra.

Mas, ao atentarem nestes testemunhos, muitos perguntam: “Então, se Deus tem visto o meu sofrimento e ouvido o meu clamor, porque é que Ele ainda não desceu sobre a minha vida?” Pois bem, na verdade, somos nós que devemos subir até onde Deus desce, ou seja, até ao altar.

Sendo o sacrifício, para além de Deus, a única força no Universo que não falha. Porém, Deus só desce na vida daqueles que querem subir de vida. Então, o que é que impede uma pessoa de subir, de ir até Deus, em prol da realização do seu sonho? Porque é que Deus ainda não desceu sobre a sua vida? Porque a pessoa ainda não subiu!

Há, agora, que atentar no peso espiritual que impede inúmeras pessoas de subirem, o qual advém, principalmente, por: Medo, Dúvida, Egoísmo e Acomodação. A primeira carga que impede o ser humano de subir e de ver a Deus, mesmo sabendo que Ele veio, que ouve o nosso clamor e que tem poder para realizar o nosso sonho, é o Medo. Este, por seu lado, gera a Dúvida. Já o Egoísmo reside no facto de a pessoa ser muito apegada a algo, o que a leva a querer que Deus lhe responda sem que ela tenha de abrir mão de algo. Só que esta não poderá conhecer nada de novo sem que esteja disposta, primeiro, a desfazer-se do “velho”. E a Acomodação refere-se ao facto de a pessoa se habituar à escravidão e de se resignar a viver uma vida sem realização. Por isso, enquanto a pessoa não se desprender deste “peso”, nunca conseguirá com que Deus desça e responda ao seu clamor.

“Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta” (Hebreus 12.1).

Quantos testemunhos temos visto no CdAE? Uma verdadeira nuvem de testemunhos, provando assim que Deus responde ao clamor, quando este é acompanhado pelo sacrifício. Temos, então, que olhar para os exemplos que nos rodeiam e não para os que estão “lá fora”, pois lá estão os caídos, os que estão nas seitas e nas religiões, que assim estão porque não tiveram a oportunidade que você e eu temos de ver tamanha multidão de testemunhos. Afinal, Deus dá a recompensa de acordo com a ação da fé de cada um, por isso é imprescindível que a pessoa se desfaça de todo o peso. Nesta corrida da vida só ganha quem chega até o final, com os sonhos realizados. Há que correr sem desanimar, pois, muitos têm olhado para outros e até têm-se sentido frustrados porque vêem que estes se sentiram realizardos antes deles.

“… olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus” (Hebreus 12.2). Cristo não desistiu por causa do sacrifício e suportou a humilhação, aliás todo aquele que sacrifica passa por humilhações, mas hoje Ele está assentado à direita de Deus. E você, onde quer estar assentado? Onde quer chegar?

BISPO_MENSAGENS

Por seu servo em Cristo, Bispo Júlio Freitas

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sem comentários

elsa pereira Responder 20 Maio, 2010 às 13:34

Depois de ler este texto tambem me interrogo porque Jesus não vê?
O que estou a fazer de errado;