Mensagem

Quem nao semeia, não colhe!

 

colhe

Onde for, onde trabalhar, onde colocar a planta dos seus pés, você terá a direção e a bênção de Deus e poderá fazer a diferença

O que trabalha com a mão remissa empobrece, mas a mão dos diligentes vem a enriquecer-se. O que ajunta no verão é filho sábio, mas o que dorme na sega é filho que envergonha” (Provérbios 10.4-5)

O remisso é aquele que não vai além, que não coloca toda a sua força, que não dá o melhor de si naquilo que faz… E porquê? Porque não crê que vai ser reconhecido pelo patrão, que vai ser remunerado de forma justa, não crê que o cliente vá ficar satisfeito ou que vá prosperar. Por isso, faz as coisas mas faz com a mão remissa, ou seja, não coloca toda a sua força e não dá toda a sua atenção porque não crê na recompensa. Estes são os que não ganham nada e ainda perdem o pouco que têm.

Já o diligente, não está rico, mas enriquece. Quando você ama e crê no que faz, dá tudo de si ou apenas metade? Tudo.

Deus não faz magia e não é porque você é bonzinho e honesto que vai prosperar e que Deus o vai abençoar. Tem que trabalhar, crer e amar o que faz e, se isso não acontece, então procure descobrir algo que ame e faça-o bem.

Ninguém prospera fazendo algo que não gosta, que não o realiza. Mas, quando a pessoa ama o que faz e crê nisso, dá o seu tudo, seja nos estudos, no trabalho, na sua oração, no dízimo, na sua ida à Igreja, na leitura da Palavra de Deus… Ela dá tudo de si! O diligente é aquele que age num instante, não fica à espera do que vai acontecer.

Está escrito que quem fica apenas a observar as nuvens não semeia e, consequentemente, não colhe. E quem não colhe passa fome, passa necessidades. A culpa não é de nada nem de ninguém além do negligente.

Faça aquilo que tem que fazer, aplique toda a sua força, seja diligente! Só assim você vai crescer e prosperar.

Sobre a cabeça do justo há bênçãos, mas na boca dos perversos mora a violência” (Provérbios 10.6)

Na cabeça da pessoa que é justa e é fiel a Deus há bênção, ou seja, há direção e ele sabe discernir entre o errado e o certo, entre a mentira e a verdade, injustiça e justiça, hipocrisia e sinceridade, acomodação e ação… Sabe onde está e onde Deus quer que esteja, o que tem e o que Deus quer que tenha, como está a fazer as coisas e como Deus quer que as faça.

É fundamental ter sobre a sua cabeça a bênção de Deus e quando não usa a cabeça todo o corpo sofre.

Quando você diz palavras negativas como ‘eu sou burro’, ‘sou um derrotado’ ou ‘eu nasci para sofrer’, está a fortalecer o mal e a debilitar a sua Fé.

A boca do perverso tem violência mas na boca do justo há vida. Então, quando falar confesse a sua vitória. Todos nós passamos por momentos difíceis e delicados mas não é para negar a Fé, blasfemar ou autodestruir-se. Então, não pronuncie palavras de maldição nem baixe a sua cabeça, pois sobre ela está a bênção de Deus.

 

 

Bispo Júlio Freitas
juliofreitas.com

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *