Mensagem

Se não escolher, alguém vai escolher por você

escolha1_bjfA Bíblia revela que o mundo está dividido em dois grupos de pessoas… e estes dois grupos agem de forma tão distinta, que embora os seus integrantes se cruzem diariamente, absolutamente nada possuem em comum.

“Em dia subsequente, dirigia-Se Jesus a uma cidade chamada Naim, e iam com Ele os Seus discípulos e numerosa multidão.”

Lucas 7.11

Reflita sobre esta multidão que seguia o Senhor Jesus a caminho de *Naim, como é que se encontrava? Triste ou alegre? Insegura ou segura? Nas trevas ou na Luz?
Dadas as circunstâncias, eles estavam alegres, saudáveis, com a Luz… com as suas necessidades atendidas. E este é o grupo dos que segue ao Senhor Jesus, é o grupo dos Libertos, Orientados, Perdoados, que devem ser Salvos, dos felizes, dos saudáveis, é o grupo dos vencedores!

E este grupo tem uma particularidade, os seus integrantes sabem que não é por seguirem a Jesus que não enfrentam problemas, tentações ou dificuldades, pois todos, sem distinção, os enfrentamos, só que, quando seguimos ao Senhor Jesus, sendo Seus Discípulos, com Ele, vencemos! Pois isso significa que você negou-se a si mesmo, tomou a sua cruz e está a segui-Lo, dia após dia… por isso faz parte do grupo dos saudáveis, dos fortes, dos vencedores, dos felizes, dos Salvos!

*Mas, quero que saibam algo sobre esta Cidade de Naim, na época do Senhor Jesus:
Naim (que, em hebraico, significa Aldeia da consolação) estava localizada no sopé do monte Tabor, sendo uma vila muito pobre, formada por pequenos agricultores que viviam das plantações de oliveira, cultivo do trigo, plantações de uvas, figos e criação de animais nas encostas da montanha que começava a elevar-se a partir do vale de Jesrael. Naim não esta distante da cidade de Cafarnaum, apenas um dia de Caminhada, ou Tiberíades, capital da província, ou Nazaré e outras cidades da região.
Naim também significa aconchego, tranquilidade, calma, o que nos leva a crer que aquele era um bom lugar para se viver.

“Como se aproximasse da porta da cidade, eis que saía o enterro do filho único de uma viúva; e grande multidão da cidade ia com ela.”

Lucas 7.12

Eis o cenário com que o Senhor Jesus e a multidão que O acompanhava se deparou: o funeral do filho único de uma viúva, seguido por uma outra multidão! Ou seja, esta mulher viúva, pertencia a um outro grupo, a uma outra multidão! E este grupo que a seguia, na verdade, estava a seguir à morte, enquanto poderia estar a seguir à Vida! O estado dela e dos seus seguidores, não era o que significa o nome da Cidade: Consolação ou Aconchego. Pelo contrário, ela e os seus seguidores estavam desconsolados e sem qualquer aconchego.

Somos nós que decidimos de que grupo iremos fazer parte, se do grupo da morte ou do grupo da vida, se vamos seguir a multidão que vai para a morte, para o sepulcro ou os que vão para a vida, para a Cidade Santa-Jerusalém de Deus, para a Vida Eterna.

Você e eu fazemos parte de uma dessas duas multidões, a da Vida ou a da morte! E muitos, como você e eu, que um dia fizeram parte da multidão da morte, tiveram a Oportunidade de trocar de multidão e hoje fazem parte da da Vida.

Mas, o que será necessário fazer para pertencer ao grupo da Vida?

Continua…

Bispo Júlio Freitas
juliofreitas.com

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *