Mensagem

Seja edificado sobre a rocha

Deus conta connosco, consigo e comigo porque, na verdade, você e eu, cada um de nós é uma ponte, seja para a destruição ou para a salvação; seja para o bem ou para o mal, e o Senhor Jesus deixou isso claro! Todavia, devemos sempre ser uma ponte para ligar as pessoas à vida, a Deus! Por isso, o trabalho da Igreja tem sido ser essa ponte, nos 178 países onde está estabelecida, fazendo com que milhões de pessoas atravessem, sendo conduzidas a Deus e tendo, consequentemente, as suas vidas transformadas.

“Então, saiu o povo para ver o que se passara, e foram ter com Jesus. De fato, acharam o homem de quem saíram os demónios, vestido, em perfeito juízo, assentado aos pés de Jesus; e ficaram dominados de terror” (Lucas 8.35)

Este homem tinha família e era um cidadão normal que, de repente, ficou louco, passando a andar nu e a viver no cemitério. E ninguém o conseguia controlar, pois, tinha uma força sobrenatural dentro de si. Afirmando ainda as Escrituras Sagradas que ele era amarrado com correntes, que logo conseguia quebrar, pois, estava possuído por vários demónios. E quando Jesus lhe perguntou: “qual é o teu nome?”.

Ele respondeu: “legião, porque tinham entrado nele muitos demónios”. Sendo uma legião igual a 2.000 demónios, ou seja, aquele homem tinha 2.000 mil demónios na sua vida, tendo-se transformado numa ponte para a destruição e para a vergonha dele próprio e da sua família. Mas quando as pessoas o viram vestido, ficaram surpresas. Contudo, está escrito na Bíblia que Jesus promete vestir-nos de branco, representando assim a salvação, a libertação e a dignidade do ser humano. Pois, Ele não quer que você esteja nu, porque isso representa a vergonha, o pecado, os erros… Jesus quer que você consiga superar as suas fraquezas, que os seus pecados sejam perdoados e que seja salvo.

Depois de vestido e em perfeito juízo, a sua fé era, então, inteligente. Já que este não vivia mais de emoções, nem a olhar para trás, estando agora consciente do que tinha que fazer para que os espíritos malignos não pudessem entrar mais, habitar ou destruir a sua mente, coração e corpo. E, dizem as Escrituras Sagradas que, para além de vestido e em perfeito juízo, ele estava sentado aos pés de Jesus. Ou seja, ele estava agora edificado sobre a rocha. Afinal, está escrito que Jesus é a rocha da salvação e quem está edificado n’Ele não será envergonhado, passando a ter equilíbrio emocional, paz, segurança, esperança, amor por si próprio e ao próximo. E quando se está aos pés de Jesus não existe medo dos problemas, da morte e das injustiças, e será impossível não ter sucesso familiar, profissional, físico, sentimental… Quem está aos Seus pés fez a melhor escolha, escolhendo a boa parte e, por isso, tudo o que conquistar irá permanecer, porque terá fundamento e uma base sólida, que é o Senhor Jesus.

“E algumas pessoas que tinha presenciado os fatos contaram-lhes também como fora salvo o endemoninhado. Todo o povo da circunvizinhança dos gerasenos rogou-lhe que se retirasse deles, pois estavam possuídos de grande medo…” (Lc 8.36-37)

Em vez de terem medo do diabo, estes estavam com medo de Jesus. Mas que mal tinha Ele feito? Nenhum! E que mal temos nós feito ao ensinar as pessoas a usarem uma fé inteligente e bíblica, com ensinamentos práticos? Que mal temos feito ao dar às pessoas a oportunidade de se reconciliarem com os seus familiares, de serem realizadas sentimentalmente e de alcançarem os seus objetivos, através dos propósitos que realizamos?

A realidade é que as pessoas endemoninhadas rejeitam o que é bom e aceitam o que é mau, aprendendo a conviver com o diabo. E como é que você pode crer e pensar que é de Deus, quando deseja o mal ao seu próximo? Afinal, a sua obrigação como bom cristão é olhar para o seu próximo com bons olhos, dando-lhe uma oportunidade de se libertar e de conhecer Jesus.

“O homem de quem tinham saído os demónios rogou-lhe que o deixasse estar com ele; Jesus, porém, o despediu, dizendo: Volta para casa e conta aos teus tudo o que Deus fez por ti. Então, foi ele anunciando por toda a cidade todas as coisas que Jesus lhe tinha feito” (Lc 8.38-39)

Jesus não lhe ensinou tudo, a fim de que ele O adorasse, mas para que este fosse uma ponte e contasse a todos o que Ele fizera por ele, levando assim a vida a outros. Por isso, domingo que vem, você não vai pedir por si, mas por outra pessoa que você sabe que precisa de salvação. Terá, então, que fazer três coisas: estar vestido, em perfeito juízo e terá sentado aos pés do Senhor Jesus.

Fazendo essas três coisas, o mal será repreendido. Contudo, a sua atitude tem que ser de confrontar e de repreender o mal. E você tem que recuperar aqueles que estão perdidos, familiares e amigos, sendo uma ponte para que eles se venham entregar ao Senhor Jesus.

Por seu servo em Cristo,
Bispo Júlio Freitas
bispojulio.com

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *