Mensagem

Sente que está sempre na estaca 0?

Todos os dias dão passos, mas sentem que nunca saem do mesmo lugar ou que estão literalmente perdidos, pois, as suas vidas continuam na mais (im)perfeita (a)normalidade…

Existia uma maldição sobre a família de Tera, que contrariava que a mesma tivesse descendentes. Começou por matar o filho mais novo, Harã, enquanto o seu pai ainda era vivo e também impediu que o filho mais velho de Tera, Abrão, tivesse filhos.

“São estas as gerações de Tera. Tera gerou a Abrão, a Naor e a Harã; e Harã gerou a Ló. Morreu Harã na terra de seu nascimento, em Ur dos caldeus, estando Tera, seu pai, ainda vivo. Abrão e Naor tomaram para si mulheres; a de Abrão chamava-se Sarai, a de Naor, Milca, filha de Harã, que foi pai de Milca e de Iscá. Sarai era estéril, não tinha filhos.”

Gn 11.27-30

Por se aperceber que uma maldição pairava sobre a sua família, Tera resolveu pegar nos seus filhos, noras e neto e abandonar aquele local. E, assim, partiu de Ur dos caldeus, com o objetivo de ir para Canaã. Ou seja, ele tentou resolver um problema espiritual, sobrenatural, fazendo uso de armas físicas, naturais. E o que aconteceu?

“Tomou Tera a Abrão, seu filho, e a Ló, filho de Harã, filho de seu filho, e a Sarai, sua nora, mulher de seu filho Abrão, e saiu com eles de Ur dos caldeus, para ir à terra de Canaã; foram até Harã, onde ficaram. E, havendo Tera vivido duzentos e cinco anos ao todo, morreu em Harã.”

Gn 11.31-32

Convém ressaltar que Tera era um homem a quem faltava duas coisas muito importantes:
1ª A Promessa de Deus;
2ª A manifestação de uma Fé Sobrenatural.

Ele estava, sim, com muito medo, angustiado, triste por ter que sepultar o seu filho caçula, triste pelo seu segundo filho se ter acomodado com a situação e não querer segui-lo e triste ter o seu filho primogénito casado com uma mulher estéril… por tudo isso, Tera ficou na metade do caminho.

É isto que acontece quando a pessoa não usa a sua Fé Sobrenatural, ou seja, por melhor que sejam as suas intenções, por maiores que sejam as suas capacidades e recursos, ela irá ficar sempre na metade do caminho. E Abrão assistiu a tudo isto na sua família:
– À morte do seu irmão mais novo;
– À angústia do seu sobrinho Ló;
– À infelicidade do seu irmão Naor;
– À impotência do seu pai, que morreu a meio do caminho, não conseguindo chegar a Canaã.

E o que aconteceu?
Deus ordenou a Abrão que saísse da sua terra, da sua parentela e da casa de seu pai para uma terra que ainda lhe iria mostrar, caso contrário, ele seria o próximo a ser enterrado. E o que fez Abrão? MANIFESTOU UMA FÉ SOBRENATURAL e CREU NA PROMESSA DE DEUS!

A sua Fé era Inteligente, pois mostrava-se insatisfeita com a sua situação física, económica, familiar e espiritual. Se ele tivesse ficado em Harã, também teria morrido… Por isso Deus o chamou, pois viu em Abrão uma Fé SOBRENTURAL, uma INSATISFAÇÃO!

Não há como conquistar sem fazer por onde… se ficarmos à espera, tal como Abrão não o fez, mas fizeram todos os seus familiares, iremos perecer, ficar a meio do caminho, como aconteceu com cada um deles.

Deus deu a Abrão uma oportunidade, a qual ele agarrou “com unhas e dentes”… e Ele continua a dar esta mesma oportunidade a cada de nós, individualmente, para que não paremos a meio do caminho, tornando-nos iguais aos nossos avós, irmãos, tios, primos, mãe ou pai… mas diferentes, manifestamente SOBRENATURAIS!

E desengane-se se pensa que por estar no Centro de Ajuda você não parou a meio do caminho, pois, se você se diz Batizado com o Espírito Santo, mas não evangeliza, não ganha almas, não luta pela sua família, não busca continuamente novas conquistas em todas as áreas, significa que se contenta com a sua vida natural… VOCÊ PAROU LITERALMENTE A MEIO DO CAMINHO, pois não tem manifestado a sua INSATISFAÇÃO, a sua FÉ SOBRENATURAL… Isto sem falar daqueles que nem da estaca zero saíram, porque não se libertaram, não se converteram, ou seja, ainda não nasceram de novo.

A nossa caminhada só termina aquando do nosso último fôlego, ou seja quando chegar o nosso dia de irmos para o Senhor Jesus.

Por isso, seja um “insatisfeito por natureza”, não aceite o natural na sua vida, manifeste a sua FÉ SOBRENATURAL!

Bispo Júlio Freitas
juliofreitas.com

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *