Mensagem

Tudo Novo

“Pois eis que eu crio…” (Isaías 65.17).
Pode Deus criar algo imperfeito ou incompleto? Não! Claro que não! Sendo Ele perfeito, d’Ele não pode sair nada imperfeito. E quando falamos imperfeito é justamente por nos dar algo que não precisamos, dar pela metade ou dar algo que nos faça infelizes. Pois, quantas não são as pessoas que se iludem em comprar algo e que, durante meses, alimentam essa ilusão de como será o dia em que, finalmente, tomarem posse, mas quando o fazem aquilo não acrescenta nada à sua vida e a alegria dura apenas alguns dias ou horas.

“…novos céus e nova terra; e não haverá lembrança das coisas passadas, jamais haverá memória delas”(Is 65.17).
Quando é que uma pessoa se esquece das coisas passadas? Quando o seu presente é completamente diferente. E, quando isso acontece, a pessoa não tem mais porque se envergonhar do mesmo, não importando o que tenha sido ou feito. E quando ela se lembrar ou falar dele será para mostrar a grandeza de Deus na sua vida, pela transformação que aconteceu.

“Mas vós folgareis e exultareis perpetuamente no que eu crio” (Is 65.18).
Mais uma vez, Deus faz-nos ver que o que Ele cria nos traz grande alegria. “…porque eis que crio para Jerusalém alegria e para o seu povo, regozijo. E exultarei por causa de Jerusalém e me alegrarei no meu povo…” (Is 65.18-19). É importante notarmos que a alegria de Deus vem de Ele ver a nossa alegria. E você, que é pai ou mãe, quantas foram as vezes que se alegrou, e até se emocionou, ao ver o/a seu/sua filho/a feliz por algo que lhe deu? Tudo porque se sentiu realizado/a pelo facto de ter concretizado o sonho ou o desejo do/a seu/sua filho/a. Afinal, a sua felicidade está em ver os seus filhos felizes. E assim é o nosso Pai!

“…e nunca mais se ouvirá nela nem voz de choro nem clamor” (Is 65.19).
A dor, o lamento, a angústia… são a voz do choro de uma pessoa que se sente perdida, sem direção. Pois, quando uma criança se perde dos seus pais, a voz do seu choro expressa o medo que sente, a sua insegurança, tristeza e fragilidade. E é assim que se sentem os que não são guiados pelo Espírito Santo e sim pela vontade da sua carne, já que terminam a fazer o que até já sabem que vai acabar em dor. Estes ficam desprotegidos e frágeis, à mercê dos espíritos enganadores e das forças espirituais do mal. Mas através de uma fé prática e inteligente, baseada na Palavra de Deus, a pessoa não estará mais perdida em sentimentos, enganada pelo coração ou corrompida pelas emoções, ela será sim guiada pelo Espírito Santo, a voz da fé.

“Não haverá mais nela criança para viver poucos dias…” (Is 65.20).
Verá os seus sonhos e projetos futuros a crescerem e a estabelecerem-se. Afinal, nenhuma mãe dá à luz um filho pensando que este vai viver apenas 2, 5 ou 10 anos, pois, a sua esperança é de o ver crescer, formar-se, casar-se, ter filhos…

“…nem velho que não cumpra os seus…” (Is 65.20).
Tudo irá acontecer no momento certo, nem antes nem depois. “…porque morrer aos cem anos é morrer ainda jovem…” (Is 65.20). Já imaginou viver cem anos, tendo força, ânimo, disposição e visão para viver outros cem?!? Porém, existem pessoas que aos 20, 30 ou 40 anos de vida já não aguentam mais, pois, estão amargas, não têm mais sonhos, perderam a esperança, vivem por viver e chegam até a pedir a Deus a morte. E é disto que Deus fala! E se você diz: “bispo, eu ainda me sinto assim”. Então, saiba que hoje se fará tudo novo no seu interior e você não se lembrará mais do seu passado.

“…e quem pecar só aos cem anos será amaldiçoado” (Is 65.20).
Só existe uma pessoa que poderá destruir ou impedir que você siga desfrutando dessa grande alegria, você mesmo! Pois, pecar é deixar de ouvir a Voz de Deus, desobedecendo-Lhe, e passando a obedecer à voz do mal. Afinal, Deus falará sempre e o mal também, mas, como já dissemos em varias ocasiões, cabe-lhe a si decidir a qual voz irá obedecer, pois, é impossível servir a dois senhores.

“Eles edificarão casas e nelas habitarão; plantarão vinhas e comerão o seu fruto. Não edificarão para que outros habitem; não plantarão para que outros comam…” (Is 65.21-22). Você vai trabalhar e desfrutar do fruto do seu trabalho, porque o que muitos veem é o fruto do seu trabalho ser consumido pelas dívidas, doenças, vícios… Mas isso vai acabar!!! Essa situação vai mudar, pois, é o que Deus promete aos que se entregarem totalmente. E, por conta da nossa entrega total, no ano de 2012 não só veremos, mas também viveremos essa realidade.

“…porque a longevidade do meu povo será como a da árvore…” (Is 65.22).
Não haverá quem o/a abale, pois, estará bem “plantado” e firme. Veja que quando há um furacão, as árvores que estão bem plantadas resistem à fúria do vento. Casas são destruídas, carros levados… mas as árvores bem plantadas permanecem, “…e os meus eleitos desfrutarão de todo as obras das suas próprias mãos” (Is 65.22). Você não irá desfrutar apenas de uma parte, mas sim de um todo. Pois, de que adianta ter dinheiro e não ter saúde para desfrutá-lo? Ter uma família e não ter paz?

“Não trabalharão debalde…” (Is 65.23).
Tudo o que você fizer dará certo! “…nem terão filhos para a calamidade, porque são a posteridade bendita do SENHOR, e os seus filhos estarão com eles” (Is 65.23). E a sua família também será abençoada! Afinal, ninguém casa para sofrer, nem os pais têm filhos para os verem cair na desgraça. Mas ainda que essa seja, ou fosse, a situação da sua família até hoje, de agora em diante, esta irá começar a mudar! Afinal, Deus diz que o que Ele cria traz-nos grande alegria. E, por meio da sua entrega total a Deus, você estará bem plantado/a, será firme nos seus propósitos e correntes de oração, saberá como agir em sua casa, não se abalará diante das dificuldades, não perderá o vigor, nem o ânimo, saberá esperar e escolher a pessoa certa para se casar, enfim, não agirá sob as emoções.

“E será que, antes que clamem, eu responderei; estando eles ainda falando, eu os ouvirei” (Is 65.24).
E, antes que termine a primeira semana deste novo ano de 2012, a resposta de Deus virá até si! A Energia do Criador, que traz todas as respostas para a nossa vida, é quem confirma isso dentro de si. Mas isso não significa que não vamos orar mais, pois, até o que você não pedir, por Ele saber que lhe trará grande alegria, Ele dar-lhe-á.

Participe, da Reunião do Tudo Novo, saiba mais…

Te vejo na IURD ou nas Nuvens!

Bispo Júlio Freitas
bispojulio.com

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *