Mensagem

Você já foi crente? (Parte 2)

crentesCom certeza que qualquer um de nós já ouviu falar dele, pois Tomé foi o protagonista de uma das mais tristes cenas, depois de o Senhor Jesus ter dado a vida por ele…mas, vamos falar sobre isto por partes…

Tomé esteve desde o início do Ministério do Senhor Jesus, como também até à Sua morte, no Monte Calvário, até ao fim, quando todos os discípulos há muito tempo se tinham escondido. Mas porquê? Ele não era o mais fervoroso dos discípulos, nem era o que mais se destacava pelas suas qualidades… não, o que Tomé queria era VER… para isso, ele teria que estar presente até ao fim. Mas, logo após a morte do seu Mestre, Tomé encontrava-se com medo, sem respostas e com muitas dúvidas… por isso, seguiu o caminho mais “fácil”: afastou-se dos demais da Fé, pois a dúvida leva ao afastamento e o afastamento leva à dúvida! E Tomé estava preso neste ciclo vicioso, que o levou a viver os 8 dias mais tristes e angustiantes da sua vida.

“Orá, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus (No terceiro dia após a crucificação – Domingo). Disseram-lhe então os outros discípulos: Vimos o Senhor…”

(João 20.24-31)

Ou seja, Tomé ausentou-se, excluiu-se, não permaneceu nos 8 dias que se seguiram à Morte e Ressurreição do Senhor Jesus, fase em que a sua incredulidade se manifestou a 100%, pois logo de seguida afirmou: “Se eu não vir nas Suas Mãos o sinal dos cravos, e ali não puser o dedo, e não puser a mão no Seu lado, de modo algum acreditarei.”

Ora, Tomé não era apenas um crente, ele era um dos 12 discípulos, mas completamente incrédulo, pois apenas cria porque via, mas, quando não pôde mais ver (devido não à morte do Senhor Jesus e sim ao seu próprio afastamento), deixou de crer…

“Põe aqui o dedo e vê as Minhas Mãos; chega também a mão e põe-na no Meu lado; não sejas incrédulo, mas crente.” Disse-lhe o Senhor Jesus, ao aparecer aos discípulos, oito dias depois, estando já Tomé presente. O Senhor sabia o que estava no coração de Tomé e diante da sua ‘crença súbita’, apenas lhe respondeu: “Porque Me viste, creste? Bem-aventurados os que não viram e creram.”

E assim existem muitos hoje em dia, apenas creem diante do que veem e quando não veem de imediato, desmotivam-se, confundem-se, e tudo deixa de valer a pena, até a sua fé. Para eles, tal como para Tomé, Jesus é o seu Deus, mas dificilmente é o seu Senhor, pois são “senhores” das suas próprias vidas, já que se afastaram de Deus e dos irmãos na Fé. Quando isso sucede, eles saem do “universo dos que creem para ver”, passando a fazer parte do “universo dos que querem ver para crer”… e isso, sim, é fatal, já que Deus não tem que nos dar provas de nada! Ele já o Fez!!!

Por isso, caro leitor, nunca duvide, se exclua e muito menos abra mão do Nome de Jesus (Autoridade), pois esse é o caminho da incredulidade e não da Vida Eterna, que existe única e exclusivamente no Nome do Senhor JESUS!

Tomé deu uma resposta afirmativa ao Senhor, que todos os Verdadeiros Crentes devem fazer: “E Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu!” (versículo 28)

Ele reconheceu que tinha duvidado e se afastado, porque tinha sido o senhor da sua própria vida. Mas, a partir de agora, o Senhor Jesus, além de seu Deus, seria o seu Senhor. Ele faria a Vontade de Deus e não dos seus sentimentos, pensamentos, medos ou desejos…

“Estes, porém, foram registados para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em Seu Nome.”

(João 20.31)

Deus é contigo e eu também

Bjf

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *