Mensagem

A maior superação

a-maior-superacao

“Tudo é possível ao que crê.”

(Marcos 9.23)

Talvez este seja o mais ilimitado, mais inspirador, e mais motivador Pensamento de Jesus. Diz tanto em tão poucas palavras. Abre as portas para a imaginação. Revigora o desanimado. Mostra que o que queremos só depende de nós e mais ninguém.

Nosso erro muitas vezes é se comparar com outras pessoas. Pensamos que elas são nossos concorrentes. Queremos ser melhores ou no mínimo tão bons quanto elas. Daí medimos nosso desempenho pelo dos outros. Ficamos felizes quando os superamos e tristes quando não. Pensamos totalmente errado porque nossa maior concorrência, na verdade, somos nós mesmos. Temos de ser nosso principal foco de superação.

Quantos superam inimigos ou adversários superfortes mas sucumbem diante de si mesmos?

Mike Tyson, o famoso lutador de boxe americano, ganhou todos os títulos que um pugilista poderia ter. Sua carreira era invejável. Seus adversários eram fulminados no ringue, um por um, às vezes em apenas alguns segundos. Se tornou um esportista famoso e milionário.

Porém, fora do ringue, Tyson não conseguiu se superar. Casou e divorciou três vezes. Foi condenado à prisão por estupro. Agrediu pessoas na rua. Se tornou alcoólatra e drogado. Eventualmente, declarou falência e confessou recentemente que quase morreu por conta dos vícios. A sua luta contra si mesmo ainda está para ser decidida.

Mas não somos melhores que ele. Todos nós cometemos o erro de buscar o sucesso superando os inimigos externos. Mas o que conquistamos do lado de fora depende do que temos dentro: a nossa fé. O que faz tudo possível é o que cremos. E crença é algo que está dentro de cada um. Por isso, a maior superação é superar a si mesmo.

Usando esse poder que está dentro de você, tudo lhe será possível.

A dúvida vê os obstáculos. A fé vê o caminho. A dúvida vê a escuridão da noite. A fé vê o romper do dia. A dúvida receia dar um passo. A fé voa nas alturas. A dúvida pergunta, “Quem acredita?” A fé responde, “Eu”.

E você, crê?

Bispo Renato Cardoso

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *