Mensagem

As duas pernas

duas-pernas

“Segue-Me.”

João 1.43

É difícil imaginar como que as pessoas deixavam suas casas, negócios, amigos, familiares, medos, dúvidas e planos pessoais ao som de apenas duas palavras vindas da boca de Jesus: “Segue-Me”.

O que Ele tinha que, ao ouvir essas palavras e olhar para Ele, as pessoas viam algo muito maior, mais importante e mais valioso do que tudo o que elas conheciam e tinham até então? Como é que elas, de repente, sem muita consideração, deixavam tudo e O seguiam, sem informações adicionais?

É bem verdade que nem todos aceitavam o convite. Alguns confiavam mais no que já tinham e conheciam. Duvidavam das palavras d’Ele. A sua descrença era maior que sua fé.

O que eles não entendiam era que se Jesus fosse dar maiores explicações, riqueza de detalhes sobre o que iria acontecer se eles deixassem tudo para segui-Lo, eles não necessitariam fé. Se Ele explicasse e dissesse, “Segue-Me porque assim terás direção para tua vida; Comigo sempre estarás seguro pois Eu sou o Filho de Deus; nunca deixarei que nada te falte; tu serás infinitamente mais feliz e melhor do que és hoje…” — aí o apelo já começa a parecer um bom negócio. Não necessita fé, apenas inteligência.

Inteligência é imprescindível, mas não é tudo. A fé transcende a inteligência. Por isso que essas duas quando aliadas tornam a pessoa invencível. Nunca despreze uma a favor da outra. Use ambas igualmente.

Quem tem inteligência e fé, não hesita em seguir Jesus. N’Ele estão a direção para a vida e a segurança para o amanhã. Quem O segue, não erra.

Bispo Renato Cardoso

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *