Mensagem

Autoajuda e ajuda do alto

autoajuda-ajuda-do-auto

“SENHOR, a Ti clamo, dá-Te pressa em me acudir; inclina os ouvidos à minha voz, quando Te invoco. Suba à Tua presença a minha oração, como incenso, e seja o erguer de minhas mãos como oferta da tarde.”

Salmo 141:1,2

Eu creio em ambas. Autoajuda e ajuda do alto. O alto só ajuda quando há autoajuda. Deus só pode ajudá-lo quando você se ajuda, faz a sua parte. Deus não trabalha sozinho. Ele usa o que você faz. Por isso você precisa ver se está orando quando precisa agir ou agindo quando precisa orar.

Ajudar a si mesmo é fazer o que cabe a você, não esperar por ninguém, nem que Deus venha fazer o que é de sua responsabilidade. Não adianta ficar reclamando, perguntando a Deus por que isso ou aquilo ainda não aconteceu enquanto nem a sua parte você fez.

Mas autoajuda tem limite. Seu limite é você mesmo. A autoajuda acaba quando não há mais nada que você possa fazer. É aí que começa a ajuda do alto.

O salmista Davi orou as palavras acima quando estava sendo perseguido pelo Rei Saul, que queria matá-lo. Não havia o que fazer. O rei e todas as suas tropas caçavam Davi como um leão atrás de sua presa. Davi se escondia em cavernas e suplicava pela proteção de e livramento de Deus — a ajuda do alto.

Se você está em um ponto em sua vida em que não há mais nada que você pode fazer, é hora de fazer o que fez Davi: clamar a Deus com fé.

Aí onde você está, ou no quarto mais próximo, você pode derramar seus medos, ansiedades e dúvidas diante de Deus. Faça seu pedido a Ele, com fé. Assim como Ele atendeu a Davi, também o atenderá!

Bispo Renato Cardoso

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *