18º Dia : Porque Deus permite tanta dificuldade?

Muito bom dia! boa tarde! boa noite!

Você internauta, que acompanha este post pelo Blog, é um prazer estar aqui convosco.

Hoje já é o 18º Dia do Jejum! Não fique desanimada, se ainda não aconteceu o extraordinário, não fique triste, há sempre uma saída para si.

Nós estamos aqui no Blog todas as semanas, e irei publicar um texto exclusivo para si, que ainda não descobriu e não está a conseguir resolver a sua situação. Está a passar por dificuldades, por muitas coisas que não entende como agir? Vai encontrar uma amiga aqui, vamos ter um post chamado “minha amiga”. A sua primeira amiga, vai ser você mesma! Vamos trabalhar juntas, mas tem que estar “aqui” comigo, acessar o Blog, para que possa ler e saber ao respeito, de como cuidar dessa grande amiga!

Vamos agora falar daquilo que temos referido durante este Jejum, que é o coração. Como sabe, ele sempre vive a sentir… E ele pergunta: “Porque Deus permite tanta dificuldade?” Vamos saber a resposta de Deus?

Acompanhe comigo no livro de Deuteronômino, capítulo 8, versículo 2:

“Recordar-te-ás de todo o caminho pelo qual o SENHOR, teu Deus, te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, para te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias ou não os seus mandamentos.
Ele te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conhecias, nem teus pais o conheciam, para te dar a entender que não só de pão viverá o homem, mas de tudo o que procede da boca do SENHOR viverá o homem.
Nunca envelheceu a tua veste sobre ti, nem se inchou o teu pé nestes quarenta anos.
Sabe, pois, no teu coração, que, como um homem disciplina a seu filho, assim te disciplina o SENHOR, teu Deus.”
(Deuteronômio 8:2)

Lindo, não é?! Não sei se entendeu… Mas estou aqui para lhe dizer. Começa pelo seguinte:

“Recordar-te-ás de todo o caminho pelo qual o SENHOR, teu Deus, te guiou no deserto estes quarenta anos…”
(Deuteronômio 8:2-5)

É muito importante internauta, lembrar-se de todo aquele caminho, após Deus ter-Se apresentado a si. O Seu poder através dos milagres, mas lembre-se do caminho que traçou, quer dizer, o que optou nestes anos com Deus e até mesmo sem Ele… Agora com Ele é importante lembrar-se também, de todo o seu “histórico”, iremos abordar mais sobre isso, nesse post da “minha amiga”. É como se tivesse uma “Big Sister”, uma amiga ao vivo consigo, irá ler um post que vai “falar” consigo e cuidar de si, como normalmente fazemos aqui todas as semanas, mas para cada uma; vão ser assuntos diferentes.

Voltando ao que interessa… O que refere aqui? Que Deus permitiu que passasse por situações difíceis. Por exemplo, eu passei por uma situação difícil, quando perdi os meus filhos… Vai descobrir mais a respeito no meu diário, como aconteceu tudo de uma vez! Deixe-me chegar lá… Vão ter muito para saber, no meu diário, pois muita coisa vai acontecer. Quando eu perdi tudo, (depois saberá detalhes pois aqui não me cabe falar) senti-me nessa situação, estava no deserto: Perdi os meus filhos e tudo o que estava à minha volta, que aparentemente era um “troféu”, uma alegria, aquilo que eu tinha. Mas quando o perdi, li esta passagem e dá-me uma grande alegria, ler estes versículos hoje:

Quando passa por momentos difíceis na sua vida, você descobre-se.

“…para te humilhar, para te provar…” (Deuteronômio 8:2)

Humilhou o seu orgulho… Você que apenas sabe receber e quer que as pessoas estejam a seu favor, mas quando nada está; quando tudo está contrário a si e até mesmo a humilhá-la, diz que é de Deus e pensa assim: “Mas como é que isso pode acontecer?” “Eu sou de Deus e estou a perder, a minha mãe expulsou-me de casa…”; “Sou de Deus e não tenho onde viver…”; “Sou de Deus e estou a passar por necessidades financeiras…”; “Sou de Deus mas está tudo contra mim! O meu marido não me entende; a minha mãe e a minha amiga também não me entendem… Está tudo contra mim!”

Vamos saber o porquê, veja só:

“…para te humilhar, para te provar, para saber o que estava no teu coração…” (Deuteronômio 8:2)

Humilhar o seu orgulho, foi para provar o que estava dentro de si, às vezes nem sabe o que está no seu coração… Desconfia de si mesma e pensa: “Será que sou mesmo fiel a Deus? Que não estou com segundas intenções? Será que sou grata a Ele ou apenas o sou porque sempre me favoreceu? Será que creio Nele, porque o Senhor abençoou a minha família, curou, fez isto e aquilo? E agora quando vêm as dificuldades, fico chateada, revoltada, falo coisas inapropriadas…”

Realmente, minha amiga e meu amigo, é para saber o que estava no seu coração! Quando está tudo bem, é fácil apresentar coisas favoráveis, ser uma boa pessoa, ser educada, sorrir, mas quando tudo está contra si… O seu rosto, o seu semblante fica descaído, fica sem entender o que se passa.

“…para saber o que estava no teu coração…” (Deuteronômio 8:2)

Está a “ver”? As dificuldades que passa revelam coisas que jamais ia descobrir sobre si! Nem eu sabia, quando estava a passar por dificuldades, o que estava dentro de mim! Mas quando vi as minhas reações, lá estava o coração a revelar aquilo que, quando estava tudo bem, não acontecia. Eu até desconfiava de certas coisas… Mas quando vieram estes momentos difíceis, realmente entendi o que sucedia dentro de mim.

“…se guardarias ou não os seus mandamentos. Ele te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná…” (Deuteronômio 8:2-3)

O que é este maná? Tem que saber o que é… O maná é a Palavra de Deus, que vem do alto! Quando tudo esteve contra si, não a favoreceu, a humilhou, e deixou-a ter necessidades, realmente aí teve que “olhar para o alto”, teve que buscar desse maná. Que não conhecia! Talvez já tenha ouvido tantas mensagens maravilhosas, “bacanas”, que até transmitia a outras pessoas, mas agora que está a viver os momentos difíceis, vê que não conhecia… Que pensava de um jeito e agora está a entender de outra forma.

“…nem teus pais o conheciam, para te dar a entender que não só de pão viverá o homem…” (Deuteronômio 8:3)

Não é apenas ser “saciada” com a cura, com a transformação do seu filho, que as coisas estejam a seu favor e que tudo saia bem.

“…mas de tudo o que procede da boca do SENHOR viverá o homem.” (Deuteronômio 8:3)

Veja amiga internauta, sim, você mesma que lê este post agora… Você passa a viver da Palavra de Deus! Já se deu conta que quando estava tudo a seu favor, não entendia muita coisa? Mas quando tudo esteve contra si, teve que viver pela Palavra de Deus, teve que ouvir, sujeitar-se, ser humilde, reconciliar-se com Deus, com outras pessoas, etc. Daí passou a viver! É impressionante que quando tudo estava a seu favor, iludia-se com o que estava a viver. Passou a viver, quando obedeceu à Palavra de Deus, houve uma obediência, uma crença, uma submissão a esta.

“Nunca envelheceu a tua veste sobre ti, nem se inchou o teu pé nestes quarenta anos.
Sabe, pois, no teu coração, que, como um homem disciplina a seu filho, assim te disciplina o SENHOR, teu Deus.”
(Deuteronômio 8:4-5)

Deus tem-na disciplinado, nesses momentos difíceis. Não quero dizer com isto, que a doença, os problemas familiares, o problema em si é de Dele. Não! Mas aqueles problemas, as dificuldades, Deus permite que aconteçam para que então, venha realmente conhecer-se, depender de ouvir a voz Dele e busca-Lo! Vê também que Ele disciplina, corrige o seu coração, os seus pensamentos, sentimentos, a sua ideia, etc., etc, etc… Maravilhoso é o nosso Deus!

Seja o que estiver a suceder nesse momento, a passar por dificuldades ou não… Saiba que, como o Bispo Macedo falou, (como o meu pai disse) se for batizada com o Espírito Santo neste Jejum, vai passar por dificuldades, por provas, para ver se irá guardar… Até mesmo revelar para si, se é verdadeiro ou não, o seu batismo com o Espírito Santo. As provas vão mostrar para si, se foi aprovada ou não. Encontrar-se com erros, dificuldades, não desanime! Porque até mesmo eu sendo batizada com o Espírito Santo, descobri erros e falhas enormes, foi através deles que fui moldada e hoje sou quem eu sou. Com certeza amanhã serei melhor, pois as dificuldades é que me moldam diante de Deus. Moldam o meu carácter, fazem-me humilde, atenciosa, vigilante. Foi isso! Não nasci perfeita, nos diários vai ver que não.

Meu amigo e minha amiga, estão convidados a participar na semana que vem, dos meus diários, dos posts e deste que será especialmente, para a “minha amiga”, porque já estamos a chegar aos últimos dias do Jejum. Irá descobrir que, quem quero que descubra e que seja a sua melhor amiga, é de si mesma. Vamos trabalhar para isso!

Agradeço os comentários que têm feitos aqui no Blog. Tem muitas pessoas que não fazem comentários, porque estão pensativas e às vezes nem tem o que falar… Está a fazer uma reviravolta dentro de si, eu compreendo!
Assim que entender, que vai ficar tudo claro e realmente, acontecer alguma consigo, não deixe de fazer o seu comentário, vou ficar tão feliz com o seu resultado!

Muito obrigada, por este momento em que deu-me a oportunidade de “falar” consigo e está tão bom acompanha-los!
Participe aqui mesmo no Blog, será prazeroso cuidar de si!
Dê-me o seu desafio! Obviamente, que não posso atender e nem falar com todos, mas quando leio, isso ajuda-me a criar temas para falar consigo.

Sejam bem-vindos, aos desafios da vida! Não tem a perder, somente a ganhar. Nos momentos difíceis, tem um aliado maravilhoso, que é Deus! Ele só espera dessas dificuldades, para que encontre realmente algo, que a vai fazer viver para o resto da eternidade. Algo maravilhoso que vai salvar a sua alma!

Um grande abraço para vocês. Amanhã estaremos de volta!

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *