3º Dia: Porque o seu semblante está descaído?

Olá a todos os internautas!

É um prazer estar aqui convosco, neste Jejum dos 21 dias. Hoje já é o 3º dia!

Então, porque é que o seu semblante está descaído? Este é o tema de hoje!
Gostaria que abrisse a Bíblia, pois há muitas coisas a serem faladas…

Você que anda com o semblante triste, fica chateada com situações ao seu redor, com pessoas que estão perto de si; quando elas são beneficiadas, você fica triste e pensa: “Ela casou, ou o meu irmão”; “A minha irmã têm preferências…”; “No meu trabalho, “fulano” é bem remunerado e muito requisitado, enquanto eu sou esquecida…”

Está em pleno Jejum e encontra-se aí, com o rosto triste! Está chateada com alguma coisa que aconteceu.

Acompanhe comigo e veja como o coração bate… e “bate” para as emoções! Em Gêneses 4:3.

“Aconteceu que no fim de uns tempos trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao SENHOR.
Abel, por sua vez, trouxe das primícias do seu rebanho e da gordura deste. Agradou-se o SENHOR de Abel e de sua oferta;
ao passo que de Caim e de sua oferta não se agradou. Irou-se, pois, sobremaneira, Caim, e descaiu-lhe o semblante.
Então, lhe disse o SENHOR: Por que andas irado, e por que descaiu o teu semblante?
Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo.”   (Gêneses 4:3-7)

Aqui está escrito, minha amiga internauta, algo bem direto ao ponto! Você, eu, todos nós, apresentamos ofertas. E poderá perguntar: “Que ofertas?” Ofertas dizem respeito a algo que eu ofereço! Veja a de Caim…

“Aconteceu que no fim de uns tempos trouxe Caim…”  (Gêneses 4:3)

Aconteceu que um dia, você fez algo e trouxe daquilo para o seu chefe, para os seus pais, para o seu responsável… Trouxe uma oferta, fez um favor, ofereceu alguma coisa.
Caim trouxe frutos da terra, não era algo que não poderia ser aceite, era alguma coisa que prestava! Abel, por sua vez, trouxe também, só que ele trouxe das primícias do seu rebanho! Caim trouxe do fruto da terra e Abel das primícias do seu rebanho, que era seu, e da gordura deste!

“…Agradou-se o SENHOR de Abel e de sua oferta…”  (Gêneses 4:4)

O que apresenta, oferece, já seja para o seu patrão, para os seus pais, para os seus amigos, companheiros de guerra, etc. E isso é agradável, ou não! Você pode ser agradável e a sua oferta também! Está escrito que: “…Agradou-se o SENHOR de Abel e de sua oferta…” (Géneses 4:4) Não se agradou apenas da sua oferta! Foi de quem era Abel e da sua oferta.

“…ao passo que de Caim e de sua oferta não se agradou.”  (Gêneses 4:5)

Não se agradou nem de Caim, de quem ele era, e tão pouco do que ele estava a oferecer!

“…Irou-se, pois, sobremaneira, Caim, e descaiu-lhe o semblante.” (Gêneses 4:5)

“Engraçado”, que quando oferece algo que não é aceite, fica irada! Porquê? Porque não está a olhar para a justiça… Olha para o seu “umbigo”, para a sua imagem! Quer ser bem aceite, mas não quer olhar para a sua oferta e nem tão pouco está a olhar para si própria!

Aqui fala Deus de Abel, de Caim e das suas ofertas!

Veja o seguinte:

“…Irou-se, pois, sobremaneira, Caim, e descaiu-lhe o semblante.” (Gêneses 4:5)

Olhe só, como o seu semblante tem a ver com o seu coração! Está nestes 21 dias com o propósito de ser “um com Deus”, quer receber o Espírito Santo ou quer se fortalecer, desenvolver a sua vida espiritual, entretanto você e a sua oferta, não têm sido agradáveis! Se fossem, quem não é batizado com o Espírito Santo seria batizado! E quem já é, estaria a desenvolver…

Então, se mudar o nome de Caim para Abel, irá ver que Caim ficou irado… Abel não ficou! Como ele tinha dado as primícias, o seu melhor, certamente se Deus não se agradasse de alguma coisa, diria: “Está bem! Eu quero fazer o melhor! Quero o que é justo!”

Caim não viu o que fez de errado… Ficou zangado e irado!

“Então, lhe disse o SENHOR: Por que andas irado, e por que descaiu o teu semblante?” (Gêneses 4:6)

Que Deus maravilhoso! Veja como Ele fala… Faz uma pergunta! Apela para a sua inteligência.

“Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta…” (Gêneses 4:7)

Procedeu mal e o pecado surge: Fica irado, com inveja, vai guardar mágoa, vai olhar com maus olhos e as consequências são inevitáveis: a “fila” de sentimentos virá juntamente, porque fez o que era mau.

“…o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo.” (Gêneses 4:7)

Quando a pessoa não oferece o que é o melhor e quando ela não é o melhor, não olha para o que é justo. Então vem a consequência, os desastres na sua vida! O pecado trás uma “fila” de sentimentos que não esperam, mas atacam! Agora a si, cumpre-lhe dominar: os maus olhos, um julgamento, a auto-suficiência, o orgulho, a prepotência, a inveja, a crítica, a difamação, etc.

Minha amiga internauta, tudo isto é consequência do coração!

Pergunto, a si que lê este post, neste exato momento: “Vai para a reunião e o que faz lá?” Desculpe a minha audácia, mas é porque eu estou a olhar para a sua alma! Não vou aceitar, ficar a “tapar o sol com a peneira”, não existe “peneira que tape”, porque a luz chega até si, agora! Quando chega à reunião faz-se de vitima dizendo: “Deus, ninguém me entende…” E fica chateada com as coisas que está a viver, quando está a oferecer o que é mau! Como pessoa não se oferece a Deus; como alguém que quer algo justo. Quer algo justo para os seus egoísmos, para as suas vontades! Não para o que é certo!

Depois busca o Espírito Santo: “Vem Espírito Santo! Vem! Eu quero ser batizada com o Espírito Santo! Não entendo porque é que não sou batizada…” Fica zangada, fica triste! Cheia de sentimentos, a olhar para trás, para os seus amigos, para as pessoas à sua volta que conquistam, enquanto está estagnada! O real motivo para estar nessa situação é pelas suas escolhas! Foi você que decidiu dar essa oferta e ser quem está a ser!

Preste bem atenção como fala com Deus! Quando falar com Ele na sua oração, peça misericórdia! Diga: “Jesus, eu tenho o meu semblante caído, porque na realidade estou a olhar para o meu “umbigo”, para o meu egoísmo! Mas quero mudar! Quero servir-Te! Se eu ofereci algo que não é aceitável, então Meu Deus, eu quero ter um coração segundo o Teu, ser flexível para mudar… Não quero “achar” que sou…”

E ali há um despojamento da sua pessoa; não são as palavras exatas que disse, mas vêm do seu íntimo, do que está a viver, daquilo que se passa consigo. Fale com sinceridade diante de Deus, porque vê a sua injustiça!

Não fique irada quando as coisas não saem do seu jeito, da forma que gostaria.

“Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo.”  (Gêneses 4:7)

Agora vai ter que dominar esses “turbilhões” de sentimentos…

É a sua vez! São 21 dias em que se está a ausentar das informações, a distanciar-se daquilo que a enfraquece, então olhe para si! Pare de olhar para os demais, para quem quer que seja!

Se está a olhar para alguém, é porque não olha para si!

Internauta, deixe aqui o seu comentário!
Com todo o prazer vou ler e quero saber um pouco sobre si…
O que se passa? Estava com o semblante descaído? Sim? Comente aqui!
Coloque o seu nome e a cidade onde está!

Um grande abraço para vocês! Até amanhã!

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 comentário

Patrícia Fragateiro Responder 22 Setembro, 2015 às 12:09

Boa tarde
Ouvindo este audio pude perceber que muitas vezes nos queremos as coisas do nosso jeito somos “achistas” pensando que tudo tem de ser como se acha e nao olhamos para aquilo que oferecemos.
E facil reclamar quando Deus nao responde quando lhe pedimos e facil contestar ou ate mesmo criticar mas o dificil é olhar para dentro de si e ver “mas o que é que eu tenho oferecido”
Algo me chamou atenção ” se procederes certo nao é certo que seras aceito?” Ou seja é facil é so eu proceder na fidelidade na obediencia na entrega e minha oferta diária será aceite.
A minha oferta começa na minha entrega para Deus.
Obrigado pela oportunidade de aprender.