6 razões porque o sexo antes do casamento prejudica o relacionamento

shutterstock_247865527Somos seres sexuais e por isso o sexo sempre foi, é, e será um assunto de grande importância, até porque é um desejo em comum de todos.

O sexo também é uma das maiores ferramentas de intimidade entre o casal e por isso tem uma grande influência no bom humor entre eles. Mas infelizmente, o sexo tem sido visto como algo ruim, impuro, cansativo, egoísta, e até carnal por muitos casais, que acabam deixando de ter sexo após o casamento.

O que muitos não sabem é que essa mal reputação do sexo está ligada ao fato de praticarem o sexo antes do casamento. Quando o casal não espera a noite de núpcias para ter sexo, o seguinte normalmente acontece:

  1. O sexo começa a dar intimidade para o casal na hora errada. Na cabeça de muitos, a conquista acabou e agora que já se deitou com o parceiro/a, não precisa mais fazer esforço para conquista-lo/a – ele/a já cedeu tudo que tinha que ceder. É por isso que muitos começam a ser possessivos, ciumentos, e até controladores. Vivem como se um pertencesse ao outro sem se quer o compromisso de casamento.
  2. O sexo para a mulher normalmente significa a sua entrega ao rapaz e por isso ela cria expectativas que ele vá se entregar a ela também, mas não. Ela começa a se comportar como conquistada mas também se sente desvalorizada no relacionamento. Ele não dá tanta atenção como ela lhe dá. Ele não se compromete a ela como ela a ele. Muitos nunca nem se casam, pra quê? Já tem tudo!
  3. O ato sexual entre duas pessoas que não são casadas é normalmente para satisfazer a si mesmo e não ao cônjuge e se torna uma experiência não tão prazeirosa como deveria ser. É por isso que muitas mulheres após se casarem não tem mais o desejo pelo sexo, pois associam o sexo como algo egoísta. Então o cansaço ou o estresse é razão suficiente para negar intimidade ao marido por vários dias, semanas, e até meses – e quando faz, é só por obrigação mesmo.
  4. Nem todo mundo que tem sexo antes do casamento se casa, isso quer dizer que é possível que você esteja dando os seus momentos mais íntimos a uma pessoa que não será sua para o resto da vida, e esse namorado ou até noivo poderá fazer parte da sua bagagem sexual. Eu fiquei impressionada ao ler sobre uma pesquisa feita nos Estados Unidos, onde foi descoberto que a mulher carrega um pouco do DNA de cada parceiro sexual que tem e esse DNA faz parte dos filhos que ela terá ao longo da vida…
  5. Uma outra possibilidade é a gravidez indesejada ou “desejada”. A que engravida sem querer, muda completamente de rumo e se torna uma mãe na hora errada. Sem preparação, ela com medo de ter que criar o filho sozinha, se casa com o primeiro que se interessar. A que engravida querendo, sem que o parceiro saiba, o coloca na parede e ele acaba se casando com ela só por causa da gravidez. Ambos sempre terão isso entre eles… “ele só se casou comigo porque eu estava grávida”, “eu não estava pronto para me casar, vou viver a minha vida de solteiro mesmo que tenha título de marido”. Sem contar que ambos nunca tiveram a vida a dois e começam já a vida a três… sem tempo de adaptação, nem preparação, o relacionamento está sempre em pé de guerra.
  6. E as doenças venéreas… ninguém fala nesse assunto mas tem muita gente transportando doenças incuráveis por aí!

O homem que te respeita o suficiente para esperar a noite de núpcias mostra que te valoriza acima de suas necessidades físicas. Ele sim, tem o perfil de marido que você quer e precisa.

A noite de núpcias não precisa ser mais uma noite, ela pode ser A NOITE. Ambos podem se entregar de verdade, sem receio, sem dúvida, sem medo do amanhecer. A primeira vez que ele te tocar será porque ele te valorizou primeiro e não porque ele teve uma simples atração. Será o início de uma vida a dois exclusiva, só de vocês!

Amigas que ainda são virgens:

Como diz um querido amigo meu e do Renato, vocês não precisam perder a virgindade, basta da-la aos seus maridos – assim, vocês sempre saberão onde ela está 🙂

Amigas que não são mais virgens:

Não continuem no erro. Nunca é tarde para deixar de errar e começar a fazer o que é certo.

Cristiane Cardoso

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *