A Insistência em Justificar

Olá a todos. Hoje vamos dar continuidade à leitura do Livro de João, que segue a meditação de “Ser Um com Ele”.
Se não tem participado desde o início, seria ideal fazê-lo, pois é o mais eficaz.

Você só tem a ganhar com a Palavra de Deus. Quem perde, é quem não medita e não valoriza esta Palavra.justificar

Espero que esteja a colocar em prática, indo contra tudo aquilo que tem sido a sua luta.

Eu sei que as palavras são fortes, que dói ouvir a verdade, mas isto porque fere o orgulho. Às vezes, pensamos que estamos a ir tão bem, mas quando nos deparamos com os detalhes e percebemos, a fundo, quem somos, reparamos na necessidade constante de estar com Deus. E isto não é mau, mas maravilhoso, porque quando dependemos de Deus, tornamo-nos um “bebé”, disponível para aceitar o que Ele tem para ensinar.

“Então, lhe responderam: Nosso pai é Abraão. Disse-lhes Jesus: Se sois filhos de Abraão, praticai as obras de Abraão. Mas agora procurais matar-me, a mim que vos tenho falado a verdade que ouvi de Deus; assim não procedeu Abraão. Vós fazeis as obras de vosso pai. Disseram-lhe eles: Nós não somos bastardos; temos um pai, que é Deus.
Replicou-lhes Jesus: Se Deus fosse, de fato, vosso pai, certamente, me havíeis de amar; porque eu vim de Deus e aqui estou; pois não vim de mim mesmo, mas ele me enviou.” (Jo.8:39-42)

A pessoa insiste em defender as suas razões e ponto de vista, porque, na verdade, o seu orgulho está a ser ferido. Pensa não ser compreendida, sente-se só, acusada. Mas quando reparamos nas obras que praticamos, percebemos que não somos uma perfeição e que não temos o direito de impor a nossa vontade. O que nos vai ajudar é submeter-nos à verdade que vem de Deus.

Quando estou a acompanhar alguém, seja membro, obreira, esposa, e eu lhe digo a verdade, que não é diante do que eu penso, mas perante os factos que me apresentou, nem sempre aceitam essa verdade. Recusam-na, dizendo: “Eu sou de Deus, eu evangelizo, sou esposa de pastor, obreira, já estou na Igreja há tanto tempo…” Sempre procura a posição ou o que conquistou até à data, para justificar “ser de Deus”.

Você, como eu, independentemente da posição, somos uma “alma”. E a alma precisa ser salva! Assim seremos, até Jesus voltar e buscar a Sua Igreja.

Todos nós sentimos… eu já recusei a ouvir a verdade. Não aceitava, porque não compreendia. Mas quando eu me sujeitei a ouvir aquela verdade e atentar ao que a pessoa, de Deus, me estava a dizer, então, realmente, deparei-me com alguém não agradável a Deus… Mesmo com o Espírito Santo, mesmo tendo anos na Igreja, sendo filha do bispo Macedo, mesmo sendo esposa de bispo. Estou a “abrir o jogo” consigo porque quando não estamos flexíveis, o que normalmente acontece com pessoas muito jovens, mais velhas ou pessoas cheias de si, querem justificar as suas razões e tornam-se inflexíveis.

Você pode justificar-se para o Senhor Jesus e para a pessoa que a orienta, porque pensa que as coisas relacionadas a Deus são automáticas e que dependem do que conquistou até ao momento. Por isso, acha-se no direito de pensar que está tudo bem! Mas o fato de ter sido batizada com o Espírito Santo não a tornou perfeita. Não! Deus deu-lhe poder para ultrapassar barreiras e sentimentos, mas não virou “anjo”!

Amiga internauta, você vai ouvir as verdadeas através da Palavra de Deus, e ela vai podá-la e limpá-la em relação ao engano, mentira, relativamente às suas concepções, ideias, pensamentos e mostra-lhe a realidade da sua vida. Não é para a ofender ou lançar no inferno, mas para resolver a questão que, uma vez ignorada, pode durar anos.

Pode mudar de país, de responsável, ir para qualquer parte do mundo que, se não resolver o que está no seu interior, o problema vai continuar.

Seja realista, use a fé inteligente, que lhe dá as respostas que precisa, e use as armas que tem: a oração, o clamor, o grito, a sua dependência de Deus. Clame!

Está a sentir-se “horrorosa”, triste, porque luta, luta e sempre encontra algo de errado em si? Mas amiga, se isto acontece é porque você está viva, atenta, alerta, vigiando e buscando e quem procura, acha! E se você está buscando a Deus, encontra a verdade.

Faça o que tem a fazer. Entregue o que ainda não deu, e Deus vai revelar-se a si.

Viviane Freitas

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *