A loira e o preconceito

Só do cabelo dela ser loiro e longo, já diz tudo, ela só pode ser metida e burra. Burra porque precisa usar a aparência para aparecer e metida porque pensa que é melhor que as demais só por causa da cor de seu cabelo. E quando ela passa as mãos no cabelo então, ai que raiva! Quem ela pensa que é? Tá querendo se mostrar pra quem hein? Esse charme falso dá enjoo.

A loira sofre, eu sou uma e sei bem o que é isso. Você tem que abrir a boca para deixar uma boa impressão, senão, você é tachada de metida.  loira_cda

Isso está na nossa cultura, vem com a gente, desde o berço. Somos mais preconceituosos do que pensamos, porque temos essa tendência de julgar as pessoas sem conhece-las. O caso das loiras é só um exemplo e vou ser sincera com vocês, eu já tive esse preconceito também…

A cor natural do meu cabelo é castanho claro (alguns cabelereiros dizem que é loiro escuro, mas eu discordo). Quando eu pegava sol, o meu cabelo ficava com mechas loiras e eu amava, e por minha pele ter o tom mais rosado, tipo da minha mãe, eu tinha um bronzeado lindo, quando eu morava no Rio… mas desde que mudei de lá há 28 anos atrás, nunca mais morei em lugar de praia, então… se pego sol hoje, eu fico igual uma gringa rsrsrs… vermelha igual uma pimenta.

E aquele tom lindo de mechas sempre me deixava com saudades… tinha vontade de clarear os meus cabelos, mas sempre vinha o medo de ficar igual as loiras (que eu julgava ser metidas), então, eu desanimava. E por muitos anos, até mesmo depois de casada, eu usei cores que não tem nada a ver com o meu tom de pele… castanho e caju.

Eu já contei para vocês a história do cabelo, que tem tudo a ver com a minha vida quando ainda estava dentro de meu casulo… quando a gente não está satisfeita com a gente mesmo, a gente é assim: preconceituosa, porque por dentro a gente tem um preconceito enorme com a gente mesmo.

O que você é com você, você é com os outros. Se você se julga inferior, você julga as outras pessoas superiores a você e por isso, você as julga metidas, esnobes, filhinha de papai, e tantas outras coisas.

Até eu ficar loira, as pessoas me julgavam por ser filha de bispo… não sofreu na vida, não tem nada para dar para ninguém. Depois quando fiquei loira, as pessoas começaram a adicionar a esse preconceito o fato de eu ser loira e me achar melhor que elas. Mas o pano de fundo era que elas se viam assim: não tiveram uma família feliz e se acham inferior a quem teve… e claro, o preconceito típico que toda loira sofre.

Meninas, desde que saí do meu casulo, eu nunca mais tive preconceito porque eu também nunca mais fui preconceituosa para comigo mesma. Se você sofre com o preconceito de alguém, tenha pena dela, ela é quem sofre com esse preconceito – não você.

Hoje estou postando alguns looks simples, nada demais, não foram montados, na verdade, eu precisava tirar algumas fotos e optei por roupas mais confortáveis por causa do antes e depois dessas fotos (rsrsrs)… Um look nem sempre precisa ser montado, basta lhe fazer sentir tanto bem quanto elegante.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *