As muitas portas

IMG_5665Toda vez que me perguntam se eu gosto e faço algum tipo de tratamento para pele, ou gostaria de fazer qualquer tipo de cirurgia no corpo, eu dou a mesma resposta:

Eu não quero abrir essa porta.

Não que eu não me importe com a minha aparência, não que eu condene quem gosta de usar desses artifícios para melhorar a própria, mas para mim, as luzes no cabelo, a pranchinha e a maquiagem já bastam 🙂

Se eu for procurar defeito na minha aparência eu vou achar, e muitos! E isso é um perigo. Nós nunca conseguiremos a perfeição nem ser a mulher mais linda do mundo, então prefiro ser prática… para quê entrar numa competição que não se pode ganhar? Isso não faz o meu estilo.

Sou o tipo de pessoa que só vou jogar para ganhar, só vou competir para ganhar, só vou começar para terminar bem.

Quando você começa a querer corrigir uma coisa aqui, aparece outra ali, e ao corrigi-la, você automaticamente terá que corrigir outra coisa acolá porque agora com aquela correção que você já fez, se não fizer mais uma, a mudança não fica harmoniosa. Aí você corrige mais uma coisa e de repente, você se depara com um monte de defeitos para serem corrigidos e sua vida começa a girar em torno deles… seu dinheiro, seu tempo, e até seu objetivo de vida.

E qual o resultado final? Uma pessoa com a aparência totalmente diferente de quem você foi. Você não se parece mais com você e essa “melhoria” tira toda sua naturalidade. Algumas mulheres chegam a perder todas expressões importantes do rosto, outras parecem plastificadas…

Prefiro ficar com as minhas ruguinhas, o meu nariz pra baixo, as minhas olheiras aparentes, a minha bochecha não tão acentuada, a minha boca fina, o meu quadril mais larguinho, e as minhas celulites escondidinhas debaixo da roupa.

Sim meninas, eu prefiro não abrir aquela porta que vai me levar à outras portas e pode me distanciar do que mais prezo nessa vida, a minha fé.

Não posso falar por todas, sei que tem mulheres que conseguem não abrir outras portas após o Botox, etc, mas eu prefiro não abrir porta alguma. Até porque, estou satisfeita com as minhas imperfeições rsrs… elas me fazem lembrar de que o meu interior precisa se aperfeiçoar cada vez mais para compensa-las 🙂

Na fé.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *