Audio: Atitude do crente

Olá, é um prazer estar aqui e tenho a certeza que também é um prazer para si estar connosco. Porquê? Porque o Espírito Santo está entre nós!

Amiga internauta, eu não posso chegar aqui e dizer-lhe ou exigir de si algo que não existe ou acontece dentro de mim. A mesma demanda de fé que você sente, é a mesma que tenho para comigo.crente_cda

Aquele que serve no Altar não pode viver de palavras e de pregação apenas, mas a sua própria vida tem que ser uma oferta, um sacrifício vivo, constante no Altar de Deus. Senão vira um crente… apenas fala da Palavra de Deus, faz as coisas certinhas e não há nenhuma diferença, nada de novo e revolucionário na sua própria vida porque tem agido de uma forma crente. E eu não aceito ter esse tipo de fé, de um crente religioso. Por isso é que estou sempre ativa e vigilante, com lágrimas a buscar e a exercitar a minha fé, pois não posso parar no tempo.

Os testemunhos que vos tenho transmitido passaram! O que tenho de viver é o “hoje”, viver a fé atual, pois o que passou, passou.

Hoje vamos falar sobre a atitude do crente, até porque muitos estão na campanha, a vigiar, a sacrificar, mas depois da campanha não podem colocar um ponto final!

Se realmente está a sacrificar, o seu sacrifício continua com aquilo que aprendeu no decurso do mesmo. Tem que estar atenta e não voltar às práticas e erros que cometia lá atrás. Não relaxar na sua fé!

Preste bastante atenção na atitude do crente:

“Acabe chamou a Obadias, o mordomo. (Obadias temia muito ao SENHOR, porque, quando Jezabel exterminava os profetas do SENHOR, Obadias tomou cem profetas, e de cinqüenta em cinqüenta os escondeu numa cova, e os sustentou com pão e água.)

Disse Acabe a Obadias: Vai pela terra a todas as fontes de água e a todos os vales; pode ser que achemos erva, para que salvemos a vida aos cavalos e mulos e não percamos todos os animais.

Repartiram entre si a terra, para a percorrerem; Acabe foi à parte por um caminho, e Obadias foi sozinho por outro.” (I Reis 18:3-6)

Obadias era o mordomo do rei Acabe. Neste episódio, Obadias foi sozinho, Deus não foi com ele.

Quando você não age a fé, fica sozinha! Pode temer a Deus, fazer caridade, como foi o caso de Obadias que escondeu os 100 profetas para Jezabel não matá-los… Fazia o que era certo e temia a Deus.

Mas não é suficiente temer, dar dízimo, oferta, não mentir ou roubar, pois não está a prevenir a salvação, uma vez que aquilo que a preserva é a fé prática, a fé que revoluciona e a faz ser uma pessoa que na presença de Deus, vive realmente aquele momento! Já o crente que apenas faz o que é certo e obedece, torna-se acomodado, sem sacrifício.

Obadias temia a Deus, mas teve medo de Jezabel. E até os servos de Deus que ele ajudou, estavam acomodados! Eram 100 profetas vazios de “profecia”, pois tiveram que ser escondidos por Obadias numa cova, sendo sustentados por ele com pão e água. Nem os profetas ou Obadias estavam atentos!

E o que nos permite estar atentos? Quando há uma crença dentro de nós temos uma fé viva. A fé que aviva o nosso espírito e nos faz exigir das nossas atitudes uma entrega, um desafio, ódio contra o pecado, oposição contra o mal e contra o trabalho do diabo. Percebe que Obadias e os 100 profetas não faziam isto… Estavam ali, permitindo tudo aquilo acontecer, sem fazer nada!

Pergunto-lhe: Talvez esteja a viver com várias afrontas do diabo, como na sua casa, no trabalho e em todo o lado e apenas faz caridade, ora, fala com Deus: “Muda aquela pessoa…”, mas com a sua atitude não faz nada!

Veja que o Espírito Santo se sujeita ao seu espírito e depende que você tenha uma fé viva. Ele não pode fazer esse trabalho quando se limita, tem medo e o aceita; quando se precisa esconder, como os profetas, ou quando tem medo do que o diabo possa fazer e por isso não o afronta.

Neste caso, você é um “Obadias”! Não adultera, não mente, faz tudo certinho, mas tem agido de forma covarde, medrosa. Isto não é a fé que agrada a Deus, como diz a Bíblia: “Sem fé é impossível agradar a Deus.” Faça uma reflexão da sua vida.

Dia 14 não é apenas para apresentar o seu sacrifício e ficar de braços cruzados, mas é para continuar… afrontar o trabalho do diabo, violentar os seus sentimentos de medo, aquilo que a torna acomodada, que a faz ser anulada na sua fé. Levante-se, não seja tímida ou tenha medo! Coloque “fogo” na sua oferta e não apenas no dia 14 ou nos dias seguintes, mas daqui para a frente comprometa-se a ser uma pessoa diferente! Quando sair daquele altar não saia da mesma forma. Não aceite ser essa pessoa anulada, insegura e covarde, que teme os desafios. Negativo! Levante-se dessa frustração e abandone a atitude de crente. Seja um homem e mulher de Deus, representante d’Ele aqui na terra, com a sua atitude de poder!

Os sete Espíritos de Deus têm que fazer parte de si, e não apenas o de temor. Os restantes seis têm que habitar no seu interior e, para isso, tem que “caçar”! Seja inteligente e use a sua fé.

Viviane Freitas

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *