Audio: Certo aos seus olhos mas errado aos olhos de Deus

Olá a todos os internautas. Estamos aqui todas as segundas, quartas e sextas, transmitindo um áudio exclusivamente para que venha a discernir como está a viver, e não apenas para descobrir o que sucedeu no passado, através da história Bíblica. É para entender se tem reagido de forma errada ou de que forma deve agir a fé.

“Saiu no dia seguinte, e eis que dois hebreus estavam brigando; e disse ao culpado: Por que espancas o teu próximo? O qual respondeu: Quem te pôs por príncipe e juiz sobre nós? Pensas matar-me, como mataste o egípcio? Temeu, pois, Moisés e disse: Com certeza o descobriram. Informado desse caso, procurou Faraó matar a Moisés; porém Moisés fugiu da presença de Faraó e se deteve na terra de Midiã; e assentou-se junto a um poço.” (Ex. 2:13-15)

olhos_cda

Quando queremos fazer justiça aos nossos próprios olhos, agimos pelo impulso. Moisés talvez esperasse que, ao regressar aos hebreus, encontraria apoio já que teria morto o egípcio em defesa deles. Então, certamente encontraria apoio no seu próprio povo. Mas aquele que estava envolvido na briga, lhe perguntou quem o havia colocado por príncipe, e se pensaria matá-lo, assim como fizera ao egípcio. Não viu em Moisés qualquer autoridade e não se submeteu a ele.

Moisés pensou estar a fazer bem ao defendê-lo, porém fez justiça ao seu próprio jeito.

E é onde muitas pessoas erram, ao tentar fazer justiça baseadas na sua própria maneira de pensar. Porquê? Porque não participam a Deus! Com certeza, quando Moisés se deu conta da realidade, ficou decepcionado, pensando que existia um apoio, mas encontrou rejeição por parte do próprio povo.

Moisés era príncipe, tinha toda a capacidade, estudos, formação. Enfim, tudo o que o seu povo não tivera, pois estava como príncipe. O problema é que ele fez do seu jeito. E quando você faz do seu jeito, não ganha credibilidade entre os seus, no seu povo, família e entre os que estão próximos de si. Por causa disso, Moisés temeu e fugiu da presença de Faraó.

Quando agimos por impulso e fugimos, a consciência acusa-nos. Veja que a pergunta que o hebreu lhe fez, certamente durou anos na sua cabeça.

Após ter defendido o seu povo e ser rejeitado pelo mesmo, foi igualmente rejeitado pela sua própria casa.

Assim também deve avaliar as suas atitudes. Não pense que apenas cometia erros no passado, quando era incrédulo. Hoje, mesmo como cristão, crendo em Deus, se não perceber, se não vigia, não descobre os seus erros. Certamente há situações em que age pelo próprio impulso ou pela sua vontade, não se submetendo à vontade de Deus.

Se participar Deus da sua vida, certamente Ele o guiará, mas se não o fizer, fará tudo ao seu jeito.

Cabe a nós discernirmos.

Fique na fé. Aja a fé inteligente que Deus lhe deu e faça a diferença. Se tiver que temer, tema a Deus e não perante o homem diante do qual cometeu erro. Se temer a Deus, não terá consciência pesada diante dos homens, mas estará tranquilo, em paz e, com certeza, verá Deus a guiá-lo em todo o momento.

Olhe para a frente, conserte os seus erros e faça o que é certo aos olhos de Deus.

Viviane Freitas

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *