Diário de uma pessoa pública

POSADAS_CHAHESTIAN-2

“Onde você comprou essa bota?

Posta fotos do seu filho, da sua neta!

Mostra o seu look todo por favor…

Eu te admiro mas não acho legal esse seu jeito de se expor, ficar tirando fotos de si mesma…

Você podia ser mais como a sua irmã, ela não é assim…

Essa sandália não ficou legal!

Seu rosto está inchado, você fez alguma cirurgia plástica?

Você está grávida?

Por que você não mostra mais fotos do seu filho?

Esse look é só para quem pode né?!

Quando é que você vai abrir um Snapchat?

Que roupa horrível, bem que você poderia se vestir melhor…

Você tem sorte ter um marido como o Renato, ah se ele fosse solteiro…

Você já pensou fazer plástica no seu nariz? Ficaria bem melhor…”

E por aí vai amigas… quando você se torna uma pessoa pública, o público pensa que tem todo o direito de opinar na sua vida com a desculpa de que “é só uma opinião, todo mundo tem direito a opinião!”

A verdade é que há pessoas públicas e pessoas públicas. Há pessoas públicas que ganham o seu pão pela quantidade de fãs e seguidores que tem e há pessoas públicas, como eu, que não dependem disso para sobreviver, pelo contrário, usam isso para espalhar uma mensagem nas entrelinhas.

Eu sinceramente não preciso me expor tanto, mas escolho me expor para alcançar um objetivo maior. Alguns sábados atras, eu expus um pouco na Escola do Amor sobre o que havia acontecido com o meu filho e como eu fui refém emocional dele por um tempo. Não foi fácil falar no assunto e eu até me emocionei, mas eu escolhi falar porque eu sabia que a minha experiência iria ajudar alguma mãe que está passando pelo que eu já passei. Essa é a minha motivação de estar nas redes sociais.

Toda vez que eu posto uma foto de um look, eu estou mostrando as minhas seguidoras que uma mulher pode estar bonita, elegante e discreta ao mesmo tempo, que ela não precisa ser cafona para ser de Deus. Toda vez que eu divulgo alguma reunião, algum evento, algum programa, eu o faço porque quero que as minhas seguidoras tenham acesso a algo que eu sei que vai ajuda-las.

Eu continuo fazendo o que sempre fiz nos últimos 25 anos de minha vida: ajudar as pessoas a se conhecerem e a conhecerem o Autor de suas vidas… seja através de programas de relacionamentos, de livros e desafios de autoajuda, reuniões, posts e palestras semanais… tudo se resume em ajudar ao meu próximo.

Se para isso eu preciso pagar o preço em ser alvo de críticas e opiniões não pedidas, tudo bem – eu não preciso responde-las nem atende-las mesmo 🙂
 
PGM_CHAHESTIAN-1
 
POSADAS_CHAHESTIAN-12

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *