Estudantes Aliadas

foto-postHoje, vamos falar de um assunto que, talvez, quando você descobrir o que é logo virá algo do tipo na sua mente: “Senhor!!! Jura mesmo?

Que assunto maçante! Não aguento mais ler sobre isso! Que coisa de crente! Depois a gente que não pode ser religiosa, né? Que isso!? Acho que o post hoje não é para mim! Vou até arrumar as minhas coisas agora! Deu até ânimo! Será que não tem outra coisa para se falar aqui nesse blog hoje?!” Então, eis aqui a resposta: Não!

Hoje vamos falar sobre a sua comunhão com Deus. Sem mais nem menos! Sei que talvez você esteja a um passo de fechar essa tela, porque tem certeza que esse post não é para você! Se pensou isso, continue lendo! É com você mesma que quero conversar hoje 😉 Aí vem você e me diz: “Mas Quel… Já tenho minha comunhão com Deus! No meu tempo… Mas já tenho! O importante é ter, não é? Vou à igreja, já sou batizada! Recebi o Espírito Santo! Não tenho más amizades, não me envolvo com os meninos do mundo… Faço tudo certinho, e quer saber mais? Sou até obreira! Na faculdade/colégio, você tem que ver! Sou praticamente uma santa!” Pensou algo do tipo? Ok, então senta aí que agora vamos conversar, de estudante para estudante 😉

Ter comunhão com Deus vai muito além de ir à igreja ou simplesmente orar! E vamos juntas descobrir isso nos próximos posts 😉 Por muito, muito, muito tempo mesmo pensei que tinha comunhão com Deus, quando na verdade estava bem longe Dele! E posso te falar? Nasci na igreja e nunquinha coloquei nem meu dedão do pé no mundo, quem dirá o pé inteiro! E pasmem! Já era obreira, vida certinha, praticamente uma santa! Mas nada disso me salvou quando me vi sozinha. Ninguém conseguia me ajudar ou mesmo me entender! Por muitas vezes até tentava explicar, mas era impossível transmitir em palavras o que passava por dentro. Algumas coisas já não tinham importância para mim. Estar com pessoas era indiferente, quando na verdade me sentia só. Eu amava todos os que estavam a minha volta, mas sabem quando, sei lá! Tudo parece girar e se mover, enquanto você está lá! Imóvel! Tinha mil perguntas dentro de mim, mas o silêncio de Deus para comigo era evidente. Mas, e o diabo? Ah, ele falava muito! Para todas as minhas perguntas ele tinha a resposta! Me sugeria uma válvula de escape, uma vida mais “solta”, mais “descolada”. Eu sabia que não tinha um mal dentro de mim! Sabia que eu era uma pessoa liberta! Sabia que eu já havia conhecido a Deus! Mas algo estava acontecendo comigo! Seria o famoso “deserto” que todos diziam?

O diabo sempre te mostrara coisas mais interessantes a se fazer quando você pretende tirar um tempo para ter a sua comunhão com Deus. Até os nossos estudos (de forma inofensiva- aparentemente!) acabam nos atrapalhando nisso. Tudo fica mais interessante do que orar, ou meditar na bíblia. Comunhão com Deus é o seu momento com Ele, sem o pastor para ajudar a orar, sem o tecladista para te embalar na emoção da música, sem intercessores! É você e Deus, apenas! Eu sei bem que os nossos estudos roubam grande parte do nosso vigor físico e mental, mas você não pode decidir ter uma comunhão com Deus baseada no que sente! Está cansada? Com sono? Preocupada com as provas? Tudo isso é sentir, e sentir não vai te ajudar em nada! Por muito tempo sentia vontade de orar, sentia sono, sentia vontade de ir à igreja, sentia, sentia, sentia… Mas para onde todo esse sentimento me levou? Decida ter comunhão com Deus, independa do que você sente e se alie à Ele. Afinal, você decide ser uma #EstudanteBlindada e Aliada Àquele que te blinda 😉

Nos vemos por aí, ou por aqui!

Quel Delatorre

Cristiane Cardoso

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *