Excesso de autoestima?

Todos já estamos conscientes sobre a importância de uma boa autoestima para o ser humano.

Ela é capaz de influenciar positivamente toda a vida por meio de escolhas acertadas – desde a decisão do cuidado com o corpo, alimentação até a seleção de amigos e o compromisso afetivo. Tudo depende da avaliação que você faz sobre si.

No convívio diário, é comum encontrarmos mulheres com a autoestima rastejante. Nunca se sentem boas o suficiente para realizar tarefas; nunca se sentem bonitas, magras, agradáveis, enfim… A lista que as faz sentirem-se inadequadas é gigante. Vivemos uma epidemia de desvalor próprio.

Mas creio que você também conheça outro tipo de mulher que causa espanto ao se aproximar: aquelas que se acham a última bolacha do pacote. Elas têm um ego acima do normal e uma visão distorcida de si. Tudo nelas é melhor que nas demais. Não se vestem para estar bem, mas para superar todas as outras mulheres. Precisam falar o tempo todo e são incapazes de ouvir.

Criticá-las então, jamais! É chamar para a briga, rs. Se alguém contar que foi a um passeio e disser que a praia era linda e azul, ah ela faz questão de dizer que um dia foi também e que a praia era mais linda, mais azul, e ainda ganhou o título de praia mais bonita do mundo…

Para mostrar que são atraentes, elas são capazes de tentar seduzir o namorado da amiga, o chefe, e flertar com homens desconhecidos.

Para chamar atenção, elas chegam a ser teatrais, cômicas, dramáticas, falar alto, pagar mico, andar com roupas sensuais… Para ser o centro das atenções, vale tudo, até interpretar como se estivessem no complexo de estúdios de novelas da Record, o RecNov, rs.

Para uma boa convivência com as pessoas, é preciso ter atitudes saudáveis. Não pode haver complexos de inferioridade e tampouco de superioridade. Os erros conscientes e inconscientes cometidos, baseados nesses extremos, devem ser corrigidos, antes que causem prejuízos irreparáveis.

Talvez hoje você seja uma pessoa muito melhor que alguns anos atrás e cometa apenas algumas coisas citadas aqui. Contudo, o caminho do crescimento exige mudanças constantes e verdadeiras todos os dias. Assim, você se tornará uma mulher de valor inestimado!

E o que parece ser uma autoestima extremamente elevada nas mulheres que “se acham”, não passa de uma insegurança camuflada e uma necessidade gritante de se afirmar a todo custo.

Que fique claro que não há censura para quem tem temperamento extrovertido e alegre, pois isso é tremendamente positivo e agradável. Não podemos confundir!

Nos vemos na próxima semana:)

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *