Lições de uma derrota

lições derrota

Quando falamos em gente corrupta, vêm inúmeros nomes na cabeça, não é mesmo?

Mas quero mencionar um único homem que conseguiu levar o exército mais vitorioso de seu tempo a uma pesada derrota: Acã.

A fama de Israel corria por toda a terra devido às catástrofes que Deus havia enviado sobre o Egito, o maior império do mundo na época. Para que o povo caminhasse, abriu um caminho, digamos nada convencional, bem no meio do mar Vermelho; alimentou esse povo com um cardápio Divino: pão do céu e água da rocha; e o aqueceu com uma grande coluna de fogo à noite e, de dia, o aliviou do calor com uma coluna de nuvem. Além disso, para tomar posse da terra prometida, fez o rio Jordão, em plena cheia, se dividir e amontoar suas águas de um lado a outro. E a mais fortificada civilização, Jericó, contornada com imensas e intransponíveis muralhas, ruiu diante deles. Assim, os filhos de Israel tinham a vitória sobre essa cidade bem fresca em sua memória.

Mas, frente à pequenina cidade de Ai, ao invés de lutarem, precisaram sair correndo envergonhados, carregando seus mortos.

Teria Deus dado Jericó e desistido de dar as outras cidades ao Seu povo? Será que usaram uma estratégia tão ruim assim? Ou seria o exército de Ai muito mais poderoso? Na verdade, todo o vexame foi provocado pela corrupção de Acã que, mesmo tendo recebido as instruções que nada de Jericó deveria ser levado, ele furtou uma barra de ouro, duzentos ciclos de prata e uma bela capa babilônica.

Isto é, ele cobiçou, por isso foi capaz de dissimular e esconder em sua bagagem aquilo que não era permitido. Certamente pensava que passaria impune, afinal quem poderia descobrir um delito sem testemunhas?

Acã não contava que não há nada que pensamos ou fazemos que Deus não veja.

Josué orava achando que Deus os havia abandonado, porém, essa é uma das raras vezes nas Escrituras em que o Senhor manda alguém parar de orar (Ele ama ouvir orações, mas dessa vez não foi assim). Ele o mandou se levantar e encontrar o corrupto no meio deles.

A busca começou dentre as doze tribos. Judá foi selecionada. Imagino que Acã deve ter tomado um susto. De repente, todos os clãs de Judá foram dispensados, menos o clã dos zeraítas, ao qual ele pertencia. Agora, o frio na espinha e o pavor estremeciam dentro de si. Então, Josué mandou que permanecesse apenas a família de Zabdi, pai de Acã, e em seguida, chegou-se ao culpado. Como pode, dentre milhões de pessoas e milhares de famílias, um homem ser descoberto?

Veja que a corrupção de um atinge a todos, assim como atingiu Israel, mas atinge muito mais o corrupto e sua família, posto que a pena para Acã foi a sua morte juntamente com todos os seus familiares. E os bens, os animais e os objetos do seu apego pereceram com eles.

A cobiça e a corrupção estão entranhadas em todos os regimes de governo, em todos os seguimentos da sociedade, e até mesmo nos relacionamentos. E, quando abre-se a porta da cobiça, entra junto toda tipo de desvirtuação e de modo insaciável.

Infelizmente esse não tem sido um problema somente no meio secular. Temos visto muitos cristãos que por cobiça, roubam a Deus nos seus dízimos; trabalham mais do que deveriam negligenciando sua saúde e família; desprezam boas amizades pelas amizades que lhes são convenientes; trocam de marido e de mulher para desfilar com alguém mais atraente; mentem para subir na vida etc.

O mundo é movido pelo desejo desmedido de dinheiro, fama, poder, glória … mas o preço cobrado por esse desejo é alto demais, por isso, melhor é não cair em sua sedução.

Até a próxima semana!

Beijos

Colaborou: Núbia Siqueira

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *