Meu método de organização

DSC05019Sim, eu sou aquele tipo de pessoa que tem o seu próprio método de organização rs. Demorei mas consegui.

Creio que é assim que conseguimos muitas coisas que inicialmente parecem estar fora do nosso alcance… tentando, errando, e perseverando até conseguir.

Foi assim que aprendi a dar conta de tudo que faço no dia a dia. Por exemplo, eu sei que todos os dias entre 18h e 21h, eu estou fazendo programas de rádio e televisão, então por volta das 17h eu preciso estar me arrumando para essas gravações. O que significa dizer que o meu dia termina as 17h.

Tendo isso em mente, eu me programo até as 17h, sempre colocando as coisas mais importantes ou mais difíceis logo pela manhã, já que é o horário que estou mais atenta e animada… Esse blog por exemplo, foi escrito pela manhã. Trabalho nos roteiros do programa, faço pesquisas necessárias, relatórios, escrevo, e preparo reuniões e temas tudo pela manhã… se não tenho tempo para escrever um post pela manhã, não é a tarde que vou escrever.

Após o almoço, eu já escolho as coisas mais fáceis de resolver, nada muito criativo… responder e-mails, pagar contas, ler, fazer ligações, etc. Se faço reunião com grupos ou equipes, dependendo do dia, escolho o horário da tarde também, assim, não perco a minha manhã com mais ninguém, já que essas reuniões tendem a durar mais tempo do que precisamos (sabe como é que é né, muita mulher numa sala rs).

E toda vez que surge um projeto novo, ou algo novo para ser feito, coloco na agenda ou mando um e-mail para mim mesma para colocar na agenda. Não deixo nada em minha mente para lembrar depois, na minha idade e na correria que vivo, minha mente precisa estar limpa de preocupações para então dar conta do desenvolvimento de tudo que já está sob minha responsabilidade.

Sendo assim, qualquer recado, qualquer pedido, qualquer favor, vai para a agenda. E caso o que foi pedido pode ser feito com uma ligação ou por um email, eu já faço de vez, logo no início da tarde. Se isso pode ser feito por uma outra pessoa, eu delego na hora. Caso não, entra numa lista de coisas que eu terei que fazer… uma lista em que acesso semanalmente assim:

Cada item da lista entra em algum lugar na minha semana, entre as reuniões, os atendimentos, e as gravações. Dependendo da importância do item e de quanto ele vai requerer de mim, ele entra ou pela manhã ou a tarde. Assim, preparo minha semana todo domingo a noite. De segunda a sexta, a minha agenda é preenchida por mim mesma e não por todo mundo que quer minha atenção.

Muitos e-mails que recebo entram numa fila determinada baseada na importância do mesmo. Se é sobre um assunto urgente, é respondido em até três dias. Se é sobre um assunto que não tem urgência alguma, é respondido quando eu tiver tempo… ou seja, vai lá para o final da fila.

Nós temos que aprender a usar o nosso tempo e não deixa-lo a mercê das outras pessoas. Se não soubermos dizer não de vez em quando, nunca teremos tempo para o que precisamos fazer, só para o que as outras pessoas querem de nós.

E para finalizar, não sou de falar no celular, ficar mandando mensagens durante o dia pelo WhatsApp, assistindo televisão durante o dia, ou saindo toda vez que falta uma coisinha em casa. Tenho um dia que reservo para as compras. Quando não tenho tempo de ver a manicure, faço as minhas unhas à noite, depois dos programas.

O único dia da semana que deixo livre é o sábado, assim posso fazer o que quiser ou tiver vontade de fazer. Descansar, assistir um filme, dar uma ajeitada no meu armário, fazer minha limpeza de pele, sair, etc. Esse dia eu acordo e faço o que eu quiser, sem ter que olhar na minha agenda 🙂

E tudo, tudo que faço, faço ao redor das duas coisas mais importantes da minha vida: a minha fé e o meu casamento. Pelos dois, jogo tudo para o alto, pois um afeta o outro, e consequentemente afeta tudo mais que eu faço na vida.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *