Os Corás de nossa época

imagemblogcrisQuem acompanha a saga do povo de Israel por meio da novela “Os Dez Mandamentos” compartilha comigo uma ponta de aversão e estresse quando aparece o personagem Corá, muito bem interpretado pelo ator Victor Hugo.

Sua maldade e fingimento nos enojam, e ficamos na expectativa de que algo ruim lhe aconteça a qualquer momento para que ele receba as consequências de suas más ações. Mas isso não é tão simples e rápido assim.

Então, nos angustiamos por vermos que, na maioria das vezes, o mal cria raízes, dá seus frutos podres e normalmente consegue, por um tempo, seus intentos.

Como seres humanos, até suportamos a ideia de que existem pessoas perversas, mas não conseguimos admitir que elas fiquem impunes.

Ficamos com raiva ao ver como Corá reage ao privilégio de ser escolhido pelo Próprio Deus para servi-lO como levita, assim como Moisés. Mas cada um faz sua escolha, não é mesmo?

Moisés enfrentou os corruptos de sua geração e venceu, veremos isso em breve, mas os Corás sempre surgem ao longo das épocas para destilar seus venenos. Hoje, por exemplo, há muitos cometendo maldades por aí, por isso precisam ser enfrentados e vencidos.

Esse sentimento de impunidade que sentimos quando lhe assistimos na tevê é multiplicado à milésima potência em relação ao que vemos em nosso próprio País. Contemplamos uma justiça morosa para os ricos e famosos, de maneira que, na maioria das vezes, ao invés de punição pelos crimes cometidos, há tolerância e liberdade. Enquanto isso, todo o rigor é aplicado aos mais fracos. Com isso, vemos o direito de justiça e igualdade a todos, assegurado pela Constituição, se transformar em esmola e propaganda eleitoreira, e os recursos públicos serem levados a rodo. Realmente, é verdade que o Brasil é mesmo riquíssimo, pois há décadas se rouba exaustivamente e ainda estamos aqui. Cambaleantes, mas ainda vivos.

O problema é que a corrupção não vive isolada, ao contrário, está sempre à caça de quem se corrompa. E para isso, usa a cobiça entranhada no íntimo daqueles que não têm princípios, que desejam mudar rapidamente de classe social e status, ter poder e reconhecimento, tornar-se presença vip etc.

No entanto, por mais que essas pessoas corruptas subam e galguem os mais altos postos do poder e da sociedade, não permanecerão lá para sempre. Creio que ainda há homens que não negociam com suas consciências e estão prontos a punir, conforme a lei determina, quem insiste em infringi-la.

Contudo, todavia, no entanto, porém… se eles não agirem, creio no Deus Altíssimo que a Seu tempo age. Precisamos entender que não é sempre que Ele age imediatamente para punir o culpado, mas isso não significa que os erros passarão impunes. Deus dá tempo para que o culpado se arrependa, pois, se Ele mandasse juízo instantaneamente sobre todos que pecassem, não ficaria uma só pessoa sobre a face da terra. Mas, quando esse juízo vem ninguém escapa!

Assim, não pensem os corruptos que ficarão ilesos todo o tempo. Para todos há o dia do basta!

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 comentário

paula rodrigues Responder 1 Maio, 2016 às 18:07

é revoltante ver corás , mais ,porque fazem outros sofrer , por causa da sua maldade , e enredos ,e ganância , mas tão bom ver , Deus cuidando , e honrando , aqueles que se entregaram a Jesus e esperam a sua justiça ,mesmo injustiça-dos pelos corás .