Por que faço o que faço?

DSC00155Ajudar o próximo é uma tarefa que traz muito prazer. Você automaticamente ganha uma posição diante das pessoas e com isso mais responsabilidades.

As pessoas passam a te ouvir, respeitar, e até admirar – algo que nem sempre acontece em casa. E se você não cuidar, essa começa a ser a sua motivação principal em ajudar o próximo, não porque é o certo a fazer, mas porque é bom para você. Isso acontece muito na Igreja… você se sente bem, realizada, e muito útil. O desejo de estar “servindo”, ajudando as pessoas, passa a ser cada vez maior.

Infelizmente, isso não significa que você está fazendo a Obra de Deus, apesar de pensar que está. Uma coisa é você ajudar o próximo e outra completamente diferente é fazer a Obra de Deus. A diferença está justamente nos motivos pelo qual você faz o que faz.

Qual tem sido a sua motivação em ajudar as pessoas?

Muitas vezes a resposta não estará em Deus.

Muitas pessoas fazem para si mesmas, para as pessoas, para agradar a liderança, ou para não serem cobradas. Outras fazem esperando um certo reconhecimento, ou aguardando um retorno, uma responsabilidade maior no futuro. E ainda outras fazem porque querem compensar os erros que cometeram no passado.

É muito fácil confundir. Você pensa: “Estou ajudando alguém, logo estou fazendo a vontade de Deus”. Mas a Obra Dele vai muito além do que percebemos à primeira vista. Não basta fazermos algo que Ele nos pediu, se não fizermos para Ele exclusivamente.

Um exemplo claro da diferença na intenção do que fazemos para Deus está na história da viúva pobre. Ela deu suas duas moedas e não pediu nada em troca. Não foi para ganhar uma benção, nem foi para chamar atenção das pessoas que estavam ali. Ela simplesmente fez para Deus e isso chamou muito a atenção do Senhor Jesus. Se houvesse qualquer outra intenção escondida, sua oferta não teria sido aceita.

“E, olhando ele, viu os ricos lançarem as suas ofertas na arca do tesouro; E viu também uma pobre viúva lançar ali duas pequenas moedas; E disse: Em verdade vos digo que lançou mais do que todos, esta pobre viúva; Porque todos aqueles deitaram para as ofertas de Deus do que lhes sobeja; mas esta, da sua pobreza, deitou todo o sustento que tinha.”

Lucas 21:1-4

Então, afinal de contas por que você faz o que faz? Se não for para Deus, não faz parte da Obra de Deus.

Na fé.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *