Você sabe ensinar?

como_voce_ensinaTem algo na minha infância que gosto muito de lembrar: meu tempo de estudante. Amava ir à escola, escrever, desenhar e aprender.

Meus cadernos e livros não podiam ter uma “orelhinha”. Não me lembro de um dia ter deixado de fazer as tarefas de casa.

Esse amor e dedicação pelos estudos estava em mim, mas os primeiros professores que tive contribuíram muito.

Foram professoras atenciosas e carinhosas. Algumas enérgicas, mas com toda a razão, senão perderiam o domínio dos alunos. Somente no ensino médio fui ter a decepção de conhecer alguns que pouco me acrescentaram e que não trago na minha memória.

Quem ensina tem uma grande responsabilidade que não se limita à disciplina ou a uma sala de aula, mas à vida.

A capacidade de influenciar uma mente virgem, como de uma criança na pré-escola, é algo fantástico. Como alguém que ama educar perde essa oportunidade?

Por isso, nunca use tom irónico com as pessoas, muito menos repreenda ou faça deboche na frente de todos. Isso só diminui e machuca.

Cuidado com as injustiças. Nem tudo que parece de fato é. Observe e ouça antes de tomar atitudes.

Uma das maiores reclamações é da crueldade de alguns professores. Chegam a demonstrar satisfação em dar notas baixas, de reportar alunos à coordenação e de reprovar. Misericórdia é um bem que fazemos a quem não merece. Claro que não quero dizer que você vai dar nota boa a quem não fez por onde, mas há tantas maneiras de demonstrar amor.

Quanta arrogância vemos em alguns mestres, especialmente na faculdade, onde, no alto de seus diplomas e conhecimentos, chegam a zombar da fé cristã e de seus alunos fiéis. Ultrajam a Bíblia, menosprezam crenças e lutam contra convicções que foram plantadas nas famílias e nas igrejas.

Felizmente, eles não são maioria. E os alunos que realmente estão alicerçados conseguem permanecer, apesar do desprezo sofrido.

O professor tem o poder de fazer o aluno amar ou odiar uma matéria para sempre. E isso pode alterar uma das principais escolhas da vida, que é a profissão.

Dediquei algumas linhas para falar do papel dos educadores, mas sei que existem, em contrapartida, muitos maus alunos. Desinteressados, sem respeito, mal-educados, trapaceiros nas provas, etc. E, para esses, não faz muita diferença qual o tipo de professor que têm.

Poder ensinar é uma dádiva. Quem tem, deve todos os dias aproveitar para semear o que vai permanecer para sempre.

Nos vemos na próxima semana!:)

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 comentário

michelle Responder 1 Abril, 2016 às 11:22

Tudo o que fazemos tem que ser com amor e dedicação,fazer como se fosse pra Jesus todos os dias e um aprendizagem na nossa vida.