Noticia

A ansiedade é um distúrbio que pode começar cedo

ansiedadeCada vez mais as pessoas têm sofrido de ansiedade, pois a correria do dia a dia e a necessidade de respostas imediatas leva-nos a isso.

Porém, para além dos adultos as crianças também podem ser vítimas de ansiedade.

A preocupação é a nossa reação perante a ameaça, ou situações das quais desconhecemos o resultado. Por este motivo, a maioria das pessoas pode sofrer de ansiedade e passar isso para os mais pequenos.

Segundo os especialistas, a ansiedade deve-se às alterações químicas no cérebro, que provocam os sentimentos de medo e de pânico. Muitos acham que a solução para o problema está em ser devidamente medicado, mas na teoria psicanalítica, a ansiedade tem a sua origem em experiências infantis reprimidas e não resolvidas. As perturbações de ansiedade são muito comuns e afetam cerca de quatro por cento da população portuguesa.

A ansiedade nem sempre é negativa, podendo ser positiva até um certo grau, mas há que ter atenção ao seu desenvolvimento e ao seu estado atual.

ansiedade-crancasCrianças ansiosas

Com a crise, o número de crianças e adolescentes que sofrem de ansiedade, tem vindo a aumentar, sendo que o diretor do Programa Nacional para a Saúde Mental, Álvaro de Carvalho afirmou que havia “um acréscimo muito significativo” de crianças e adolescentes de famílias em situação de crise a recorrer às urgências com situações de depressão, ansiedade e tentativas de suicídio.

Para o diretor e psiquiatra, os pais devem estar mais atentos a estas situações, mas estão “tão preocupados com a crise” que ficam menos atentos e menos sensíveis aos sinais de alarme emitidos pelos filhos. Muitas vezes são os pais que transmitem este sentimento aos seus filhos, através de uma educação muito rígida, ou até ao deixar que estes presenciem discussões, normalmente sobre situações de desemprego e problemas financeiros.

“A ansiedade no coração do homem o abate, mas a boa palavra o alegra.”

(Provérbios 12.25)

A Bíblia Sagrada alerta acerca dos perigos da ansiedade e o porquê da mesma não ser uma solução para os seus problemas, mas sim um problema. Por sua vez, o bispo Júlio Freitas, no seu blogue, salienta a importância das pessoas confiarem em Deus para conseguirem vencer a ansiedade.

“Não tem o direito de ficar ansioso em absolutamente nenhuma das áreas da sua vida, se estiver seguro de que Deus cumprirá o prometido”, refere.
Quando existe uma certeza em Deus a ansiedade não tem lugar na sua vida e você não a transmite para as crianças.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *