Noticia

Adolescente surpreende policial com uma pergunta inusitada

Brad e Caleb.690x460

Para um policial é comum, em sua rotina de trabalho diária, ser abordado na rua por pessoas que lhe pedem informações, orientação ou socorro.

Eles são treinados e preparados para enfrentar as piores situações e lidar com as piores pessoas. A frieza e a maldade humana não lhes causam mais espanto. O contrário disso é que lhes causa uma certa surpresa e admiração.

Diante de tantas atrocidades de que se tem notícia, gestos de amor e solidariedade, vindos principalmente de desconhecidos, lhes provocam espanto.

Foi exatamente o que aconteceu com um policial da cidade de Charlotte, na Carolina do Norte, Estados Unidos. Brad Potter estava dentro da viatura em um posto de gasolina quando um adolescente se aproximou e fez uma pergunta que o impressionou e mexeu com ele de tal forma que o policial resolveu compartilhar em uma rede social o que aconteceu.

O jovem era Caleb Turner, de 16 anos. A pergunta: “Posso orar por você?”

“Espalhem um pouco de amor ao redor do mundo”

Não é todo dia que alguém conhecido, ao se deparar com você, lhe oferece oração. Um desconhecido então, nem se fala. Por isso a reação de espanto de Potter diante da atitude, incomum, do jovem Caleb.

Potter conta que, quando o viu se aproximar, imaginou que ele fosse pedir informações de algum endereço, mas foi pego de surpresa com essa pergunta impactante e que revelou o caráter bondoso e puro daquele jovem.

Caleb orou por Potter e depois ambos oraram juntos um pelo outro e pela segurança de todos os policiais.

“Foi um momento lindo, que mostrou o que há de melhor na humanidade. Olhou para o seu próximo. Cuidou e deixou claro que se preocupa”, escreveu o policial. Que aproveitou para fazer um apelo: “Eu imploro a todos, por favor, aprendam uma lição com esse jovem. Espalhem um pouco de amor ao redor do mundo.”

Em entrevista a uma rede de tevê norte-americana, o adolescente explicou que “queria compartilhar Jesus com ele”, pois não sabia se era alguém que acreditava em Deus, e queria com a oração tornar o dia do policial melhor.

Mas não pense que essa atitude de Caleb foi uma ação isolada. “Ele faz isso o tempo todo”, revelou o pai do menino.

E você, já compartilhou Jesus com alguém hoje?

Medite na atitude desse adolescente que, apesar de tão jovem, é capaz de olhar para o próximo e se compadecer dele, a ponto de desejar estender-lhe a mão, mesmo sendo um desconhecido, apenas pela hipótese de a outra pessoa não ter o que ele tem: Deus. Ainda que essa ajuda seja lhe oferecer uma simples, mas sincera, oração.

Olhe ao seu redor. Certamente, neste momento, aí onde você está, tem alguém precisando de uma oração. Ofereça a sua.

Seja ousado como Caleb foi. Caminhe firme na direção desse alguém e pergunte: “Posso orar por você?” Você vai se surpreender com o resultado.

Fonte: Universal.org

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *