De onde vem o medo?

O medo do dia de amanhã, de voltar à velha vida, de cair em tentação, de não superar os seus problemas, de não alcançar os seus objetivos e ficar frustado dentro da Igreja… _MG_4473

No passado dia 11 de janeiro, às 9h30, realizou-se, na Sede do Centro de Ajuda na Europa, em Chelas, a reunião denominada de “A Hora do Milagre”. A palestra foi ministrada pelo Bispo Júlio Freitas e estiveram presentes centenas de pessoas.
O bispo deu início à reunião, determinando a cura e a libertação dos oprimidos, fazendo também questão de realizar uma oração especial pelas famílias e por todos os casais presentes.
O bispo Júlio Freitas ensinou a todos sobre a necessidade de ter o Espírito de Deus, dirigindo a vida de cada um, em todos os momentos.

Por que é que no meio dos convertidos, daqueles que dizem ser de Deus, existe medo? Pessoas que conheceram a Verdade, libertaram-se, converteram-se ao Senhor Jesus, fazem orações, até foram batizadas nas águas, são dizimistas, participam nas reuniões inteligentes e práticas do Centro de Ajuda, mas ainda têm medo. Medo dos problemas, da morte, de voltar à velha vida, porquê? Qual o motivo deste medo?

“O medo que as pessoas que estão convertidas a Deus têm é causado pela falta, pela ausência do Espírito Santo, porque o Senhor Jesus disse: ‘Sem Mim nada podeis fazer’ (Jo 15.5). Mas, quando Ele afirmou isso, não estava apenas a referir-se à Sua Palavra e ao Seu Nome, mas ao Espírito Santo. O convertido tem a Palavra de Deus, o Nome de Jesus, a Fé-Inteligente, então, porquê o medo? É que a nudez desta pessoa ainda está descoberta. Adão e Eva esconderam-se porque tiveram medo, pois sabiam que estavam nus, inclusive, tinham vergonha um do outro”, ensinou o Bispo Júlio.

Quando o cristão não é batizado com o Espírito Santo, envergonha-se, tem medo de Deus, porque sabe que está a falhar com Ele e tem vergonha do próximo, porque sabe que não está a dar o testemunho de caráter que deveria dar. Um testemunho de dentro para fora, de conversão, de salvação, de novo nascimento. E, infelizmente, é isso que tem acontecido com muitos convertidos que têm medo do dia de amanhã, de voltar à velha vida, de cair em tentação, de não superar os seus problemas, de não alcançar os seus objetivos e ficar frustado dentro da Igreja, como a maioria dos religiosos o fazem.

“Quem tem a Jesus, tem o Espírito Santo, que nos dá Poder. O primeiro poder que o Espírito Santo nos dá é para sermos testemunhas de que Jesus está Vivo, de que Ele ressuscitou. Por outras palavras, de ser filho de Deus. E a sua forma de pensar, de falar, de agir, de reagir, de viver, reflete o Senhor Jesus. Se você tem medo, o que lhe falta não é o Nome de Jesus, não é a Palavra de Deus, não é Fé, o que lhe falta é o Batismo com o Espírito Santo. Quando a pessoa é batizada com o Espírito Santo, torna-se filha de Deus, e isso significa dizer que todo o medo, toda a insegurança, dúvida é superada e a pessoa avança, desenvolve, amadurece, cresce com Deus e diante dos homens”, concluiu o orador.

E para aqueles que estavam a sentir medo, foi feita uma oração diante do Altar, ou seja, para quem queria ter o Espírito Santo, a Bênção Maior. Entregando-se, para isso, 100% a Deus.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *